Diferenças entre edições de "Isoptera"

115 bytes adicionados ,  16h38min de 6 de abril de 2016
→‎Taxonomia: Foto termiteiro
(Adicionado fontes)
(→‎Taxonomia: Foto termiteiro)
* [[Termitidae]] é bastante diversificada, e compreende cerca de 85% das espécies de cupins conhecidas do Brasil e mais de 70% das espécies de cupins no mundo; são os chamados "cupins superiores"; diferentes de todas as outras famílias, não possuem os flagelados simbiontes<ref>DEITZ, L. L.; NALEPA, C.; & KLASS, K. “Phylogeny of the Dictyoptera Re-examined (Insecta)”. Entomologische Abhandlungen 2003 61 (1): 69–91. ISSN 0373-8981.</ref> e tudo indica que também produzem celulase em quantidades maiores que as outras famílias<ref>BIGNELL, David Edward; ROISIN, Yves; LO, Nathan. “Biology of Termites: A Modern Synthesis” New York:Springer, 2006. 576 pg. e-ISBN 978-90-481-3977-4</ref>. Dentre os Termitidae, alguns são comedores de madeira, de folhas, de [[húmus]], e também cultivadores de [[fungo]] (e que não ocorrem no Brasil); muitos constroem ninhos grandes e complexos.
 
[[File:Termite mound Nyassa lake.JPG|thumb|left|Termiteiro em Chiuanga, na beira moçambicana do [[lago Niassa]]]]
Os ninhos, em muitas espécies, constituem os chamados [[cupinzeiro]]s ou termiteiros. São montes de forma aproximadamente cilíndrica que podem atingir até nove metros de altura. São feitos de uma pasta de terra, fragmentos de madeira, [[excremento]]s e [[saliva]] produzida pelas próprias térmitas.
 
41

edições