Abrir menu principal

Alterações

37 bytes removidos, 19h05min de 11 de abril de 2016
sem resumo de edição
 
O padre João nasceu no [[País Basco]], na Espanha, em Iriberri ou Burlada, de onde eram naturais seus pais, Juan de Azpilcueta e Maria Sebastiana de Iriberri ou de Javier, entre 1522 e 1523; morreu na Bahia em 1557, ainda jovem. Era sobrinho do humanista [[Martín de Azpilcueta]], o famoso Doutor Navarro, que lecionou na [[Universidade de Coimbra]]. Por isso o padre João frequentou a Universidade entre 1540 e 1549, data de sua partida para o Brasil, vivendo em casa do tio, que o queria como filho. Ingressou na Companhia de Jesus em Coimbra em 22 de dezembro de 1542, mais ou menos aos vinte anos. Foi sempre, com atestam suas cartas, um católico fervoroso. Além do mais, grande estudioso, de estrita moralidade cristã, europeu da Idade Média, seu mundo seria transtornado ao desembarcar no Brasil. Foi ele mesmo quem pediu para embarcar, em 1549.
 
Em 1544 foi professor de Cânones na Universidade de Coimbra, quando escreveu o livro, que é publicado até hoje, intitulado "Diálogos de las Imágenes de los Dioses Antíguos".
 
== No Brasil ==
 
Foi considerado pelo historiador Carlos Affonso dos Santos, no seu livro Navarro, o Primeiro Apóstolo do Brasil, como um respeitável geógrafo, historiador e missioneiro.
 
Exerceu o magistério em Cânones na Universidade de Coimbra em 1544, antes de ingressar na Companhia de Jesus. Nessa época escreveu um livro intitulado Diálogo de las Imágenes de los Dioses, o qual foi publicado.
 
No Brasil, onde viveu de 1549 a 1557, escreveu um livro, que não foi publicado, intitulado Oraciones y Catequesis en la Lengua General del Brasil.
Utilizador anónimo