Abrir menu principal

Alterações

404 bytes adicionados, 19h13min de 11 de abril de 2016
 
Em 1544 foi professor de Cânones na Universidade de Coimbra, quando escreveu o livro, que é publicado até hoje, intitulado "Diálogos de las Imágenes de los Dioses Antíguos".
 
Seu nome é lembrado na cidade de Diadema - SP através de um dos logradouros públicos: Rua Azpicueta Navarro, no bairro Vila Nogueira, e também na cidade de Salvador: Praça Azpicueta Navarro.
 
== No Brasil ==
 
O Padre João ficou três anos em [[Salvador (Bahia)|Salvador]], ocupado com a construção do colégio e da cidade e, principalmente, trabalhou nas aldeias indígenas dos arredores. Era necessário aprender o idioma do gentio para poder catequizá-los. E nisso o padre João era excelente! Meses depois, escrevendo à Europa, [[Manuel da Nóbrega|Nóbrega]] conta que ele tinha mais facilidade do que os outros para se comunicar com os índios, e pensava que devia ser por um parecido qualquer entre o ''euskara'' que falava desde a infância e o idioma tupi ou ''abanheenga''.
 
Seus sete anos de estadia no Brasil podem ser divididos em três anos vividos em Salvador, sendo um dos fundadores dessa cidade, três vivendo em Porto Seguro e um ano e meio na viagem ao sertão mineiro.
 
=== Viagem ao sertão ===
Utilizador anónimo