Engenharia agrária: diferenças entre revisões

8 bytes adicionados ,  12 de abril de 2016
(Adicionando imagem retirada do Wikimedia Commons.)
 
==O mercado de trabalho==
O Brasil já é um dos grandes produtores de [[alimentos]]. "O país tem a especificidade de dominar [[tecnologia]] aplicada à agronomia tropical, produzindo muito mais alimentos em áreas menores. Por isso, o engenheiro agrícola encontra oportunidade em toda a cadeia produtiva, pois ele domina o uso da tecnologia", explica Edson de Oliveira Vieira Cunha, coordenador do curso da UFMG. O mercado está bastante aquecido para trabalhar com preparo do solo e irrigação no norte de [[Minas Gerais]] e no [[Nordeste]]. O egresso também pode encontrar vagas em fabricantes de máquinas e equipamentos agrícolas para trabalhar no desenvolvimento de novos produtos, na venda e na assistência técnica. Outro mercado que continua em alta é o de pós-colheita. Os produtores de [[soja]], [[café]], [[açúcar]], [[tabaco]] e frutas buscam esses especialistas com o objetivo de reduzir as perdas. Com a necessidade do uso racional da água, há oferta de empregos no setor de irrigação na Região Nordeste. Cresce a procura por esse profissional no ramo [[sucroalcooleiro]] - mas a oferta de vagas acompanha a variação do preço da cana - e no de [[biodiesel]]. Na área ambiental, aumenta a demanda para a avaliação de impactos ambientais, tratamento e disposição de efluentes oriundos da atividade agrícola. Na [[pecuária]] de exportação, os mais solicitados são os especialistas em planejamento agropecuário e certificação de rastreabilidade do produto - toda carne exportada precisa receber o Selo de Inspeção Federal (SIF). O graduado é responsável por atualizar informações como identificação do animal, data de vacinas e estoque do rebanho, nos sistemas de gerenciamento. As vagas para o engenheiro agrícola estão concentradas na iniciativa privada e são mais numerosas nas regiões [[Centro-Oeste]], [[Sul]] e [[Sudeste]], nas áreas irrigadas do Nordeste, como [[Petrolina]] (PE) e [[Juazeiro]] (BA), e no norte de Minas Gerais. Em cooperativas agroindustriais, as melhores chances estão no [[Paraná]].
 
Na área ambiental, aumenta a demanda para a avaliação de impactos ambientais, tratamento e disposição de efluentes oriundos da atividade agrícola. Na [[pecuária]] de exportação, os mais solicitados são os especialistas em planejamento agropecuário e certificação de rastreabilidade do produto - toda carne exportada precisa receber o Selo de Inspeção Federal (SIF). O graduado é responsável por atualizar informações como identificação do animal, data de vacinas e estoque do rebanho, nos sistemas de gerenciamento. As vagas para o engenheiro agrícola estão concentradas na iniciativa privada e são mais numerosas nas regiões [[Centro-Oeste]], [[Sul]] e [[Sudeste]], nas áreas irrigadas do Nordeste, como [[Petrolina]] (PE) e [[Juazeiro]] (BA), e no norte de Minas Gerais. Em cooperativas agroindustriais, as melhores chances estão no [[Paraná]].
 
==O curso==
Utilizador anónimo