O Livro dos Espíritos: diferenças entre revisões

{{AP|Auto de fé de Barcelona}}
 
Em setembro de [[1861]] o [[Maurice Lachâtre|Sr. Lachâtre]] encomendou, de [[Barcelona]], 300 volumes de obras espíritas, dentre as quais '''O Livro dos Espíritos'''. Ao chegarem, os livros foram apreendidos pelo bispo local, num episódio que ficou conhecido como [[Auto de fé de Barcelona]]. A sentença foi executada a [[9 de outubro]], data que marca a intolerância religiosa, reagindo contra a divulgação da Doutrina Espírita.
 
A [[1 de maio]] de [[1864]] a [[Igreja Católica]] incluiu a obra no "''[[Index Librorum Prohibitorum]]''" - o catálogo das obras cuja leitura é vedada aos seus fiéis.