Diferenças entre edições de "Diodo emissor de luz"

44 bytes removidos ,  11h50min de 2 de maio de 2016
m
Foram revertidas as edições de 179.177.47.199 para a última revisão de Py4nf, de 11h44min de 28 de abril de 2016 (UTC)
(as coisas q faltavam)
m (Foram revertidas as edições de 179.177.47.199 para a última revisão de Py4nf, de 11h44min de 28 de abril de 2016 (UTC))
| símbolo = [[Imagem:LED symbol.svg|150px]]
}}
O '''diodo emissor de luz''', também conhecido pela sigla em [[Língua inglesa|inglês]] '''LED''' ('''L'''ight '''E'''mitting '''D'''iode), é usado para a emissão de luz em locais e instrugarinstrumentos onde se torna mais conveniente a sua utilização no lugar de uma lâmalâmpada. Especialmente utilizado em produtos de microeletrônica como sinalizador de avisos, também pode ser encontrado em tamanho maior, como em alguns modelos de [[semáforo]]s. Também é muito utilizado em painéis de LED, cortinas de LED, pistas de LED e postes de e qnd um porco ataca os orcs do planeta andromeda e pegam a kriptonita do batman e derrotam o spider man FIM-+ iluminação pública, permitindo uma redução significativa no consumo de eletricidade.{{Nota de rodapé|Segundo o dicionário Houaiss, embora a forma ''diodo'' seja a mais usual, a forma preferível é díodo. O mesmo dicionário regista ainda a forma ''diódio''.<ref>{{Citar enciclopédia|encyclopedia=Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa|title=Díodo|last=Houaiss |first=Antônio |editor=Instituto Antônio Houaiss de Lexicografia |year=2001 |publisher=Temas & Debates |volume=VII |location=Lisboa |pages=3001 }}</ref> O dicionário Aurélio, porém, registra ''diodo'' como a forma preferível.<ref>{{Citar enciclopédia |sobrenome=Ferreira |nome=Aurélio Buarque de Holanda |autor= |autorlink=Aurélio Buarque de Holanda Ferreira |coautores= |editor= |enciclopédia=Novo Dicionário da Língua Portuguesa |título=Diodo |url= |dataacesso= |anoacesso= |mêsacesso= |edição=2 ed. |data= |ano=1986 |mês= |editora=Nova Fronteira |volume= |local=Rio de Janeiro |isbn= |doi= |páginas=p.592 |citação= }}</ref>}}<ref>http://www.engenhariacivil.com/iluminacao-publica-led-india</ref>
 
Em 7 de outubro de 2014, os inventores dos diodos emissores de luz azul foram laureados com o Prêmio Nobel de Física.<ref>{{citar web|URL = http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2014/10/trio-ganha-nobel-de-fisica-por-invencao-de-luz-que-economiza-energia.html|título = Trio ganha Nobel de Física por viabilizar uso de LED para iluminação|data = 7 de outubro de 2014|acessadoem = |autor = |publicado = }}</ref>
A forma simplificada de uma junção P-N de um LED demonstra seu processo de eletroluminescência. O material dopante de uma área do [[semicondutor]] contém [[átomo]]s com um elétron a menos na [[banda de valência]] em relação ao material semicondutor. Na ligação, os [[íon]]s desse material dopante (íons "aceitadores") removem elétrons de valência do semicondutor, deixando "lacunas" (ou buracos), fazendo com que o semicondutor torne-se do tipo P. Na outra área do semicondutor, o material dopante contém átomos com um elétron a mais do que o semicondutor puro em sua faixa de valência. Portanto, na ligação esse elétron fica disponível sob a forma de elétron livre, formando o semicondutor do tipo N.
 
Os semicondutores também podem ser do tipo compensados, isto é, possuem ambos os dopantes (P e N). Neste caso, o dopante em maior concentração determinará a que tipo pertence o semicondutor. Por exemplo, se existem mais dopantes que levariam ao P do que do tipo N, o semicondutor será do tipo P. Isso implicará, contudo, na redução da Mobilidade dos Portadores.A Mobilidade dos Portadores é a facilidade com que cargas n e p (elétrons e buracos) atravessam a estrutura cristalina do material sem colidir com a vibração da estrutura. Quanto maior a mobilidade dos portadores, menor será a perda de energia, portanto mais baixa será a [[resistividade]].
 
A Mobilidade dos Portadores é a facilidade com que cargas n e p (elétrons e buracos) atravessam a estrutura cristalina do material sem colidir com a vibração da estrutura. Quanto maior a mobilidade dos portadores, menor será a perda de energia, portanto mais baixa será a [[resistividade]].
 
Na região de contato das áreas, elétrons e lacunas se recombinam, criando uma fina camada praticamente isenta de portadores de carga, a chamada barreira de potencial, onde há apenas os íons "doadores" da região N e os íons "aceitadores" da região P que, por não apresentarem portadores de carga, "isolam" as demais lacunas do material P dos outros elétrons livres do material N.
38 326

edições