Administrador de rede: diferenças entre revisões

28 bytes removidos ,  06h48min de 3 de maio de 2016
aj.
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 197.235.108.186, com Reversão e avisos.)
(aj.)
No aspecto pessoal, o profissional deve ser dinâmico e ter interesse em buscar alternativas técnicas e gerenciais através da dedicação. Deve ser confiável, prestativo e possuir facilidade de comunicação com seus usuários, além de funcionar como mediador com o Departamento de Informática ([[DTI]]) nas questões técnicas e administrativas da [[rede local]]. É quase obrigatório também, devido as mudanças e os avanços que a tecnologia sofre em curto espaço de tempo, que o profissional da área de informática, se mantenha sempre atualizado, seja por meio do uso de novas tecnologias e, ou, frequentando salas de cursos e treinamentos, e até mesmo cursando uma [[Pós-graduação|Pós-Graduação]], que por sinal, é muito bem vista nessa área.
 
Normalmente, os administradores de rede possuem conhecimentos avançados em [[Protocolo_(ciência_da_computação)|protocolos de rede]], [[segurança da informação]], [[Internet]] e [[sistemas operacionais]] diversos, geralmente obtidos por cursos técnicos e cursos de [[ensino superior|nível superior]]superiores. No entanto, não há [[regulamentação]] para exercer a profissão, de modo que do profissional nem sempre é exigida formação acadêmica ou mesmo em cursos profissionalizantes.
 
O administrador de redes, em redes maiores, trabalha em equipe com outros administradores, possuindo [[senha]]s especias privativas, que dão acesso a todos os programas instalados, inclusive [[sistemas operacionais]]. Essas senhas são chamadas ''supersenhas'', ou ''senhas de [[root]]'' (termo mais usado entre usuários de [[Linux]]), ou simplesmente ''senhas de administrador'' (mais comum entre usuários de [[Windows]]).
Utilizador anónimo