Abrir menu principal

Alterações

90 bytes removidos ,  00h03min de 17 de maio de 2016
sem resumo de edição
|principais_trabalhos=''O Tocador de Pífaro''<br />''Almoço na Relva''<br />''Olympia''
}}
'''''Édouard Manet''''' ([[Paris]], [[23 de janeiro]] de [[1832]] — Paris, [[30 de abril]] de [[1883]]) foi um [[Pintura|pintor]] e [[Artes gráficas|artista gráfico]] [[França|francês]] e uma das figuras mais importantes da arte do [[século XIX]],considerado por estudiosos de artes plásticas como um dos mais importantes representantes do impressionismo francês, embora muitas de suas obras possuam fortes características do realismo.
 
Os gostos de Manet não vão para os tons fortes utilizados na nova estética impressionista. Prefere os jogos de luz e de sombra, restituindo ao nu a sua crueza e a sua verdade, muito diferente dos nus adocicados da época. O trabalhado das texturas é apenas sugerido, as formas, simplificadas. Os temas deixaram de ser impessoais ou alegóricos, passando a traduzir a vida da época, e, em certos quadros, seguiam a estética naturalista de [[Émile Zola|Zola]] e [[Guy de Maupassant|Maupassant]].
 
Manet era criticado não apenas pelos temas, mas também por sua técnica, que escapava às convenções acadêmicas. Frequentemente inspirado pelos mestres clássicos e em particular pelos espanhóis do [[Século de Ouro]], Manet influenciou, entretanto, certos precursores do [[impressionismo]], em virtude da pureza de sua abordagem. A esta sua liberação das associações literárias tradicionais, cômicas ou moralistas, com a pintura, deve o fato de ser considerado um dos fundadores da ''[[arte moderna]]''. Suas principais obras foram: ''Almoço na relva'' ou ''Almoço no Campo'', ''Olímpia'', ''A Sacada'', ''O Tocador de Pífaro'' e ''[[A Execução de Maximiliano]]''.