Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho ,  04h14min de 22 de maio de 2016
A Ogdóade de Hermópolis era acompanhada de um relato sobre a criação do mundo, que não se conhece através de um único texto, mas de fragmentos nos [[Textos das Pirâmides]], no [[Papiro Harris]], bem como através de textos da era ptolemaica.
 
No meio das águas primordiais nasce uma [[ilha]], chamada Ilha das Chamas ou Ilha do Fogo, sobre a qual mais tarde se construiria a cidade de Hermópolis. Nesta ilha os deuses colocam um [[ovo]], do qual nascerá o deus , responsável pela criação do mundo. No que diz respeito às origens do ovo, o mito não é claro: ele pode ter sido posto por um [[ganso]], um [[falcão]] ou um [[íbis]]. Numa versão do mito, o ovo foi criado pelo deus [[ChuShu]].
 
Outra versão do mito envolvia uma flor de lótus. Os elementos masculinos da Ogdóade ejaculam para esta flor que flutuava no oceano. Quanto esta flor se abre surge um menino, o deus solar .
 
O clero de [[Tebas (Egipto)|Tebas]], que tinha em [[Amon]] a divindade mais importante, desenvolveu outra versão que integrava este deus: de [[Kematef]], uma serpente que era uma manifestação de Amon, nasce outra, Irta, que cria os deuses da Ogdóade.
Utilizador anónimo