Diferenças entre edições de "Impulso nervoso"

11 bytes removidos ,  14h19min de 23 de maio de 2016
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
Funcionamento da [[Bomba sódio-potássio|bomba de sódio (Na+) e potássio (K+)]]: a cada três íons '''Na'''+ bombeados para o líquido extracelular, apenas dois íons de [[K]]+ são bombeados para o [[líquido intracelular]], causando um déficit negativo no interior da célula e caracterizando assim um [[transporte ativo]], pois o movimento dos [[íon]]s vai contra o [[gradiente de concentração]], visto que há maior concentração de Na+ no meio extracelular e de K+ no meio intracelular.
 
Vale ressaltar que a membrana da célula em repouso é praticamente impermeável ao Na+, porém é muito permeávelimpermeável ao K+. Uma das razões disso é a membrana possuir maiormenor número de canais de vazamento ao K+ do que ao Na+.
 
Uma agressão noao mecanismomecânico da bomba Na+/K+ pode ocasionar [[degeneraçãouma hidrópica]],explosão pois, com a ação do agente agressor, haverá retenção de Na+ no [[citoplasma]] da célula e extrusão do K+ ; em consequência, acontecerá um aumento de água no citoplasma para manter as condições isosmóticas (ou seja, para manter igualdade da [[pressão osmótica]]), acarretando o inchaço da célula.
 
===Estágios do impulso===
'''Despolarização''': estágio em que ocorre o potencial de ação decorrente da inversão do fluxo das cargas elétricas, ou seja, o meio intracelular estará “positivo” e o extracelular “negativo”.
 
Ao ser estimulada, uma pequena região da membrana torna-se permeávelimpermeável ao Na+, acarretando assim a entrada do Na+ que é acompanhada pela saída de K+ (tudo isso é baseado no transporte a favor do gradiente de concentração). Essa inversão vai sendo transmitida ao longo do [[axônio]], e todo esse processo é considerado um [[impulso nervoso]] ou onda de [[despolarização]] ([[potencial de ação]]) ocasionado pela entrada do Na+ e saída do K+ através dos canais de comportas, sendo os íons Na+ mais rápidos que os K+, gerando assim um déficitdéficite positivonegativo no interior da célula.
 
'''Repolarização''': momento em que a célula está voltando à sua [[polaridade]] normal ([[potencial de repouso]]). Ao receber um estimulo maiormenor que o normal para atingir seu limiar de [[potencial de ação]], a [[célula]] responderá desencadeando a '''despolarização'''. Essa resposta não ocorre no estágio de hiperpolarização, caracterizado pela inativação total da célula a qualquer estímulo enquanto ela não retornar ao potencial de repouso.
 
Nas regiões dos [[nódulos de Ranvier]], por causa da propriedade isolante da [[bainha de mielina]], a onda de despolarização “salta” diretamente de um nódulo para o outro (sendo por isso denominada ''condução saltatória'') acarretando assim o aumento da velocidade de impulso.<ref> Thiemann, Otavio. [http://biologia.ifsc.usp.br/bio1/ ''Biologia I'' - 9ª Parte: Transmissão do impulso nervoso]. [http://biologia.ifsc.usp.br/bio1/apostila/bio1_parte_09.pdf Capítulo 3.2. Transmissão de informação.] Universidade de São Paulo. Instituto de Física de São Carlos. </ref> [[Patologia]]s ocasionadas por movimentos repetitivos podem ocasionar danos à bainha de mielina, causando assim uma diminuição considerável na velocidade e controle dos movimentos do membro ou região afetada.<ref>Guyton, Arthur C.; Hall, John E. . ''Tratado de Fisiologia Médica''. Elsevier, 2006, 11ª Edição.</ref>.
Utilizador anónimo