Diferenças entre edições de "Partido Comunista Brasileiro Revolucionário"

m
sem resumo de edição
(Transcluir nova navecaixa {{Atividade paramilitar durante a ditadura militar no Brasil (1964–1985)}}. Desmarcar {{Wikificação}}.)
m
Em janeiro de 1970, a repressão atingiu fortemente o partido, com a prisão de [[Salatiel Teixeira Rolim]]. "Depois de muito torturado, Salatiel abriu a localização dos aparelhos do PCBR", segundo Gorender. De 12 de janeiro em diante, começaram as prisões que arrastaram Apolônio de Carvalho, Mário Alves, [[Miguel Batista]], Jacob Gorender, [[Renê Carvalho]], [[Álvaro Caldas]] e outros dirigentes. A partir daí, o PCBR se desarticula.
 
Em 5 de fevereiro de 1972 militantes do PCBR, [[VAR-Palmares]] e [[ALN]] <ref>{{Citar livro |edição= |local= |autor=Carlos Alberto Brilhante Ustra |url=http://books.google.com.br/books?id=3pMY_FVweesC&pg=PT96&dq=%22David+Cuthberg%22&hl=pt-BR&ei=sMB8TYutFoGKlwfF-_TGBQ&sa=X&oi=book_result&ct=result&resnum=3&ved=0CDQQ6AEwAg#v=onepage&q=%22David%20Cuthberg%22&f=false |título=Rompendo o Silêncio |língua= |ano= |editora=Laudelino Amaral de Oliveira |isbn=0002295105, 9780002295109.}}</ref> assassinaram a tiros o marinheiro inglês David Cuthberg, que se encontrava no país juntamente com uma força-tarefa da [[Marinha Britânica]] para as comemorações dos 150 anos de [[independência do Brasil]]. Após o atentado foram arremessados dentro do táxi onde ele se encontrava panfletos que informavam que o ato teria sido decisão de um "tribunal", como forma de solidariedade à luta do [[Exército Republicano Irlandês]] contra o domínio inglês.<ref>{{citar web |autor=Alessandro Meiguins |url=http://historia.abril.com.br/politica/ditadura-x-esquerda-explosiva-434098.shtml |publicado=Historia.abril.com.br |título=Ditadura X esquerda explosiva |data= |acessodata= |obra=[[Aventuras na História]]}}</ref> O último ato conhecido em nome da organização, foi o assassinato do militante Salatiel Teixeira Rolim em 1973, acusado de traição e desvios dos recursos partidários, porém sem provas.<ref>CALDAS, Alvaro. Tirando o Capuz.5.ª Ed. Rio de Janeiro: Editora Garamound, pp. 138-139</ref>
 
Remanescentes do partido participaram, no fim da década de 1970, da fundação do [[Partido dos Trabalhadores|PT]]. atualmente funciona como tendência interna do PT com o nome de Brasil Socialista a qual tem seu braço no movimento pela reforma agrária [[MLST]] Movimento de Libertação dos Sem Terra.