Diferenças entre edições de "Romanização do japonês"

6 bytes adicionados ,  03h36min de 31 de maio de 2016
Correção de informações e mudança para termos mais apropriados.
(Correção de informações e mudança para termos mais apropriados.)
{{Sem notas|data=dezembro de 2013}}
O {{nihongo|'''''rōmaji'''''|ローマ字||, lit. "letra romana"}} é empregado na transcrição fonética da [[língua japonesa]] para o [[alfabeto latino]] (ou ''[[romano]]''). O japonês normalmente é escrito normalmente ou em ''[[kanji]]s'' (mais de 3 mil ideogramas[[ideograma]]s) ou em, ''[[hiragana]]s'' e ''[[katakana]]s'' (7246 idiogramascaracteres em cada alfabeto[[silabário]]). A romanização está presente onde há mensagens destinadas a estrangeiros, como nas sinalizações de rua, em passaportes, em dicionários e em livros didáticos para os estudantes da língua. É a [[transliteração]] da língua japonesa.
 
Existem diferentes sistemas de romanização, sendo que os principais são três: o sistema Hepburn, o ''Kunrei-shiki'' (ISO 3602) e o ''Nihon-shiki'' (ISO 3602 estrito). Sistemas variantes do Hepburn são os que estão em maior uso.
O '''Kunrei-shiki''' é uma versão do Nihon-shiki ligeiramente alterada que elimina as diferenças entre a silábica do kana e a pronúncia moderna.
 
Por exemplo, quando as palavras ''kana'' かな e ''tsukai'' つかい se combinam, o resultado escreve-se em kana como かなづかい com um ''dakuten'' (sinal de vocalização)゛ no つ (tsu) para indicar que o tsu つ é agora vocalizado. O kana づ pronuncia-se da mesma forma do que um kana diferente す (su), com o ''dakuten'', ず. Os sistemas Kunrei-shiki e Hepburn ignoram a diferença no kana e representam o som da mesma forma, como ''kanazukai'', usando as mesmas letras "zu" como são usadas para romanizar ず. O Nihon-shiki mantém a diferença, e romaniza a palavra como ''kanadukai'', marcando a diferença entre os kana づ e ず, que se romaniza "zu", apesar de serem pronunciados da mesma forma. O mesmo acontece com o par じ e ぢ, que são ambos "zi" em Kunrei-shiki e ambos ''ji'' na romanização Hepburn, mas são ''zi'' e ''di'', respectivamente, em Nihon-shiki (veja a tabela abaixo para mais pormenores).
 
O sistema Kunrei-shiki é ensinado nas escolas básicas japonesas no 4º ano.
433

edições