Diferenças entre edições de "Luísa Ulrica da Prússia"

18 bytes adicionados ,  16h01min de 3 de junho de 2016
sem resumo de edição
| tipo-cônjuge = Marido
| descendência = [[Gustavo III da Suécia]]<br/>[[Carlos XIII da Suécia|Carlos XIII da Suécia & II da Noruega]]<br/>[[Frederico Adolfo, Duque da Gotlândia Oriental]]<br/>[[Sofia Albertina da Suécia]]
| casa = [[Casa de Hohenzollern|Hohenzollern]] {{small|(por nascimento)}}<br/>[[Casa de Holstein-Gottorp|Holstein-Gottorp]] {{small|(por casamento)}}
| tipo-casa = Casas
| pai = [[Frederico Guilherme I da Prússia]]
| religião = [[Luteranismo]]
}}
'''Luísa Ulrica da Prússia''' ([[Berlim]], {{dtlink|24|7|1720}} – Palácio de Svartsjö[[Färingsö]], {{dtlink|16|7|1782}}) foi a esposa do rei [[Adolfo Frederico da Suécia|Adolfo Frederico]] e [[Lista de consortes reais da Suécia|rainha consorte]] da [[Suécia]] de 1751 até 1771. Era filha do rei [[Frederico Guilherme I da Prússia]] e sua esposa [[Sofia Doroteia de Hanôver]], sendo assim neta do rei [[Jorge I da Grã-Bretanha]].
 
== Biografia ==
Em 1744, Ulrica casou com Adolfo Frederico de [[Holstein-Gottorp]], eleito príncipe da [[Suécia]] em 1743 e que, depois da sua sucessão ao trono em 1751, reinou como rei [[Adolfo Frederico da Suécia]]. Luísa Ulrica foi recebida com grande entusiasmo na corte sueca, como a esperança da resolução dos problemas de sucessão ao trono, e ganhou popularidade pela sua beleza e pelo nascimento dos seus filhos, nenhuma criança nasceu no seio da casa real sueca durante quase cinquenta anos até ao nascimento do seu primeiro filho.
 
Quando se tornou rainha consorte, Ulrica revitalizou a corte real, que havia sido abandonada durante o reinado de [[Frederico I da Suécia]], e fundo um [[teatro]] no [[Palácio de Drottningholm]]. O seu interesse pelo teatro francês, levou-a a interromper o desenvolvimento do teatro nativo sueco no [[Bollhuset]].