Abrir menu principal

Alterações

244 bytes adicionados ,  15h35min de 4 de junho de 2016
sem resumo de edição
Ordenado pastor em [[1912]], participou da [[Primeira Guerra Mundial]] como capelão de guerra. Até [[1933]], lecionou em Berlin, [[Marburg]], [[Dresden]], [[Leipzig]] e [[Frankfurt]], onde sucedeu a Max Scheler em 1929.
 
Desempenhou um papel importante na fundação da Escola de Frankfurt, tendo orientado a tese de doutorado de [[Theodor Adorno]]. Foi fundador, com um grupo de amigos, do movimento intelectual do "socialismo religioso" - um dos motivos de seu estranhamento com o regime totalitário de Hitler. Ele foi um dos que recusaram a ceder o pós-doutoramento ao [[filósofo]] [[Leo Strauss]], o qual teve de recorrer ao financiamento de [[David Rockefeller]].<ref>[http://www.journalof911studies.com/resources/2013McMurtryVol35Feb.pdf The Moral Decoding of 9-11: Beyond the U.S. Criminal State]</ref><ref>[https://rinf.com/alt-news/breaking-news/the-moral-decoding-of-9-11-beyond-the-u-s-criminal-state-the-grand-plan-for-a-new-world-order/ The Moral Decoding of 9-11: Beyond the U.S. Criminal State, The Grand Plan for a New World Order]</ref>
 
Tendo perdido sua cátedra por causa de suas posições anti-nazistas, Tillich emigrou para os [[Estados Unidos]] em 1933, a convite dos amigos Reinhold e Richard Niebuhr. De 1933 a 1955, foi professor de Teologia Filosófica no Union Theological Seminary e na [[Columbia University]] ([[New York]]).