Abrir menu principal

Alterações

14 bytes removidos ,  00h12min de 16 de junho de 2016
m
Foram revertidas as edições de 2001:1284:F007:84A:2DC4:4F5B:53CB:CB58 para a última revisão de [[Special:Contribuições/Marcos Elias de Oliveira Júnior|Marcos Elias de...
== Histórico ==
 
Após a promulgação da [[Constituição de 1946]] foi travado um grande debate em relação à política do [[petróleo]], entre os que admitiam a entrada de empresas estrangeiras e os nacionalistas. A [[Constituição de 1946]] permitia a participação do capital estrangeiro nas atividades de exploração mineral, inclusive do petróleo. O Presidente Dutra havia proposto o [[Estatuto do Petróleo]] que deveriakñ;lnloçnohhjllterardeveria alterar a Constituição sobre a participação do capital estrangeiro, e promovido a construção do Oleoduto Santos-São Paulo e a compra de 22 navios petroleiros <ref name=cotta></ref>. Mas os nacionalistas estavam descontentes com aquele projeto.
 
Em 1947 realizou-se no [[Clube Militar]] uma série de conferências que deflagraram um movimento contrário a abertura do mercado petrolífero ao capital estrangeiro e em favor do monopólio estatal. O [[Juarez Távora|General Juarez Távora]] defendia uma posição de abertura ao capital estrangeiro, enquanto o [[General Horta Barbosa]] defendia a solução do monopólio estatal.