Diferenças entre edições de "Biorremediação"

92 bytes removidos ,  21h01min de 17 de junho de 2016
m (Foram revertidas as edições de 186.228.63.35 para a última revisão de Salebot, de 15:59, novembro 3, 2015 (UTC))
== Aplicações ==
O processo de biorremediação se dá pelo fato de microrganismos, como as bactérias, utilizarem substratos orgânicos e inorgânicos, como exemplo o carbono como fonte de alimentação. Desta forma, convertendo os contaminantes em CO<sub>2</sub> (dióxido de carbono) e H<sub>2</sub>O (água).
 
durante séculos, por exemplo, a desalinação do solo de agricultura pela fitoextração.
 
As tecnologias de Biorremediação podem geralmente ser classificadas como "in-situ" ou "ex-situ". A Biorremediação "in-situ" envolve tratar o material contaminado no próprio local, enquanto a "ex-situ" consiste na remoção do material contaminado para tratamento em local externo ao de sua origem. Entretanto, nem todos os contaminantes são facilmente tratados pela biorremediação. Por exemplo, os [[metal pesado|metais pesados]] tais como o [[cádmio]] e o [[chumbo]] não são absorvidos nem capturados prontamente pelos microorganismos, porém, podem ser transformados em compostos menos perigosos. A assimilação dos metais tais como o [[Mercúrio (elemento químico)|mercúrio]] na cadeia alimentar pode agravar o caso.
Utilizador anónimo