Abrir menu principal

Alterações

14 bytes removidos ,  20h43min de 19 de junho de 2016
m
sem resumo de edição
[[Imagem:Map Europe alliances 1914-de.svg|thumb|upright=1.2350px|Alianças na [[Europa]] em 1914]]
[[Imagem:Archduke Franz with his wife.jpg|thumb|upright=1.2|O arquiduque [[Francisco Fernando da Áustria-Hungria|Francisco Fernando]] e sua esposa pouco antes do atentado]]
O '''Ultimato Austro-Húngaro a Sérvia''' ou '''Ultimato de julho''' foi um [[ultimato]] contendo a lista de exigências ao governo do [[Reino da Sérvia]] enviado em [[23 de julho]] de [[1914]], logo após o [[Assassinato de Sarajevo|assassinato do arquiduque Francisco Fernando]], herdeiro do [[Império Austro-Húngaro]], em [[Sarajevo]].<ref>[http://lapostexaminer.com/nuclear-war-near-according-nobel-laureate/2014/10/10 Nuclear War could be near, according to Nobel laureate]</ref> O documento foi descrito como "o documento mais formidável já endereçado de um estado a outro" pelo ministro das relações exteriores [[Grã-Bretanha|britânico]], [[Edward Grey]], e amplamente considerado como inaceitável, meramente uma medida para criar um ''[[casus belli]]'' a fim do Áustria-Hungria invadir e punir a Sérvia.
 
== Detalhes ==
[[Imagem:Archduke Franz with his wife.jpg|thumb|upright=1.2|O arquiduque [[Francisco Fernando da Áustria-Hungria|Francisco Fernando]] e sua esposa pouco antes do atentado]]
 
A Áustria-Hungria demandou que o governo sérvio deveria tomar as seguintes providências: