Diferenças entre edições de "Antônio Teixeira Rodrigues"

439 bytes removidos ,  23h51min de 27 de junho de 2016
m
removeu Categoria:Luso-brasileiros; adicionou Categoria:Brasileiros de ascendência portuguesa usando HotCat (+ reformulação no artigo)
(Desfeita a edição 38773071 de 191.14.94.7 Comentários dessa natureza devem ser postados na página de discussão do artigo.)
m (removeu Categoria:Luso-brasileiros; adicionou Categoria:Brasileiros de ascendência portuguesa usando HotCat (+ reformulação no artigo))
'''Antônio Teixeira Rodrigues''', ([[Vila do Conde]]) foi um [[Arquitetura|arquiteto]] e [[Cantaria|artista canteiro]] [[PortugalPortugueses|português]],. Foi Visconde e Conde de Santa Marinha,. O título criado de Visconde foi-lhe concedido por [[Dom|D]]. [[Carlos I de Portugal]] em 1890 . Em 1892, o mesmo monarca concede-lhe o título de Conde.<ref name="museu - cond e visconde">{{citar web |url=http://www.museu-emigrantes.org/docs/memoria/Visconde%20e%20conde%20de%20Santa%20Marinha.pdf |título=Visconde e conde de Santa Marinha |data= |acessodata=27 de junho de 2016 |autor= |coautores= |páginas= |formato=[[pdf]] |publicado=Museu Emigrantes |língua2=pt}}</ref>
D. Carlos I, rei de Portugal por decreto de 17-03-1892.
 
Em [[Belo Horizonte]], António, foi o responsável por várias construções, dentre as quais destacam-se a [[Casa do Conde de Santa Marinha]], o [[Palácio da Liberdade]], a [[Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais|Imprensa Oficial]], o Quartel do 1º Batalhão de [[Polícia Militar]] e o Necrotério do Cemitério do Bonfim. O "Empório Industrial", erguido por ele, foi considerado o primeiro e o maior empreendimento industrial de [[Belo Horizonte]].<ref name="museu - cond e visconde" />
Criança ainda, deixou sua terra natal e rumou para o Brasil. Com acentuados pendores artísticos, matriculou-se na [[Escola de Belas Artes]], e, já aos 19 anos de idade, iniciava uma brilhante carreira artística, com a construção do belo pórtico do [[Cemitério São João Batista]], vigorosa obra arquitetural julgada arrojada, na época, por nomes de grande valor no campo das artes.
 
O pioneirismo do arquiteto foi além do setor industrial, uma vez que o Conde foi o primeiro a construir uma residência fora da área urbana.<ref name="museu - cond e visconde" />
Fornecia a cantaria para muitas construções, como, por exemplo, o [[Forte do Imbuí]] e a [[Ilha Fiscal]].
 
Entre muitas outras realizações do Conde de Santa Marinha, no Rio de Janeiro, podemos citar:
*o [[Lazareto da Ilha Grande]];
*a [[Fortaleza da Lage]];
*o [[Banco Hipotecário]];
*o Quartel de Campinho, do [[Exército Brasileiro]];
*a [[Igreja da Imaculada Conceição]],
*a [[Igreja do Coração de Jesus]].
 
Na cidade de [[Belo Horizonte]], também há inúmeras obras deste infatigável trabalhador. São de sua autoria vários edifícios do governo, além de prédios particulares. [http://www.museu-emigrantes.org/Visconde%20de%20Santa%20Marinha.htm]
 
De suas realizações, porém, a maior foi a [[Parque da Cidade|Chácara da Gávea]]. Recebeu-a selvagem, e aos poucos transformou-a, embelezando-a, até conseguir o encantador aspecto que apresenta em nossos dias.
 
Pelo muito que fez pela então Capital do Brasil, foi condecorado pela Irmandade da [[Santa Casa de Misericórdia]], tendo recebido o título de Conde.{{carece de fontes|data=Dezembro de 2008}}
 
=={{Bibliografia}}==
*s.a.. ''Museu Histórico da Cidade do Rio de Janeiro''. Rio de Janeiro: Secretaria de Cultura, Desportos e Turismo do Estado da Guanabara, 1974. 32p.
 
{{esboço-biografia}}
{{DEFAULTSORT:Antonio Teixeira Rodrigues}}
[[Categoria:Naturais de Vila do Conde]]
[[Categoria:Artistas do Brasil]]
[[Categoria:Empresários do Brasil]]
[[Categoria:Luso-brasileirosBrasileiros de ascendência portuguesa]]
 
{{seminterwiki}}