Diferenças entre edições de "Max Scheler"

261 bytes adicionados ,  23h18min de 28 de junho de 2016
m
sem resumo de edição
m
m
}}
 
'''Max Ferdinand Scheler''' ([[22 de agosto]] de [[1874]], [[Munique]] - [[19 de maio]] de [[1928]], [[Frankfurt am Main]])<ref name=costa>{{citar livro |ultimo= Costa|primeiro= José Silveira da|data= 1996|titulo= Max Scheler: o personalismo ético|url= |local= São Paulo|editora= Moderna|pagina= |isbn=}}</ref> foi um [[filósofo]] [[Alemanha|alemão]], conhecido por seu trabalho sobre [[fenomenologia]], [[ética]] e [[antropologia filosófica]]., bem como por sua contribuição à [[axiologia|filosofia dos valores]].
 
Scheler desenvolveu o método do criador da fenomenologia, [[Edmund Husserl]], e era chamado por [[José Ortega y Gasset]] de "o primeiro homem do paraíso filosófico". Em 1954, Karol Wojtyla, posteriormente [[papa João Paulo II]], defendeu sua tese sobre "Uma avaliação da possibilidade de construir uma ética cristã baseada no sistema de Max Scheler".<ref name="Vatican2">{{citar web| url =http://www.vatican.va/news_services/press/documentazione/documents/santopadre_biografie/giovanni_paolo_ii_biografia_prepontificato_en.html#1946 | título =His Holiness John Paul II, Biography, Pre-Pontificate| publicado=Santa Sé | acessodata =1 de janeiro de 2008|arquivourl=https://web.archive.org/web/20140314043902/http://www.vatican.va/news_services/press/documentazione/documents/santopadre_biografie/giovanni_paolo_ii_biografia_prepontificato_en.html|arquivodata= 14 de março de 2014}}</ref>