Abrir menu principal

Alterações

51 bytes adicionados, 18h38min de 5 de julho de 2016
m
→‎Imortalidade: << #SoluçõesEncontradas
As peças shakespearianas são peculiares, complexas, misteriosas e com um fundo psicológico espantoso. Uma das qualidades do trabalho de Shakespeare foi justamente sua capacidade de individualizar todos seus personagens, fazendo com que cada um se tornasse facilmente identificado. Shakespeare também era excêntrico e se adaptava a gêneros diferentes. Trabalhando com o sombrio e com o divertido ou cômico, Shakespeare conseguiu chegar perto da unanimidade.{{Carece de fontes}}
 
Estima-se que as obras de Shakespeare influenciaram pelo menos 20.000 peças musicais que vão de óperas, canções e outros ritmos. Shakespeare é também o dramaturgo mais consistentemente adaptado nos palcos, em todo o século XX houve mais de 50.000 produções e adaptações em todo o globo. Em termos de tradução, vendas e estudos Shakespeare só perde para a Bíblia, e fica a frente de tópicos como Comunismo, Islamismo e Judaísmo. Um artigo publicado diz que as três figuras mais estudadas na história são Jesus, Napoleão e Hamlet. <ref>{{citar web|URL = http://www.jiffynotes.com/Hamlet/MainCharacters.html|título |lingua=en |datatítulo =Main |acessadoemCharacters =>> |autorHamlet |acessodata=5 de julho de 2016 |publicado =Jiffynotes.com }}</ref>
 
Diversos filósofos e psicanalistas estudaram as obras de Shakespeare e a maioria encontrou uma riqueza psicológica e existencial. Entre eles, [[Arthur Schopenhauer]], [[Freud]] e [[Goethe]] são os que mais se destacam. No Brasil, [[Machado de Assis]] foi muito influenciado pelo dramaturgo. Diversas fontes alegam que Bentinho, de ''[[Dom Casmurro]]'', seja a versão tropical de Otelo. A revolta dos canjicas, em ''[[O Alienista]]'', é provavelmente uma outra versão da revolta fracassada do Jack Cade, descrita em ''Henrique IV''. Na introdução de ''[[A Cartomante]]'', Assis utiliza a frase "há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe vossa vã filosofia", frase que pode ser encontrada em ''Hamlet''.{{Carece de fontes}}