Abrir menu principal

Alterações

606 bytes adicionados, 20h03min de 15 de julho de 2016
sem resumo de edição
{{Morte recente|20160713}}
{{Info/Ator
|nomelang = Héctor= Babenco
|imagemnome = HectorHéctor Babenco.jpg
|descriçãoimagem = '''HéctorHector Babenco'''.jpg
 
|imagem_tamanho = 170px
|nome_denascimento = Héctor Eduardo Babenco
|descrição =
|nascimento_data = {{dni|7|02|1946|si|lang-br}}
|nome_denascimento = Héctor Eduardo Babenco
|nascimento_local = [[Mar del Plata]], [[Buenos Aires (província)|Buenos Aires]]<br />{{ARG}}
|outro_nome =
 
|apelido =
|morte_data = {{nowrap|{{morte|13|07|2016|7|02|1946}}}}
|nascimento_data = {{dni|7|02|1946|si|lang-br}}
|morte_local = [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[São Paulo|SP]]<br />{{BRA}}
|nascimento_local = [[Mar del Plata]], [[Buenos Aires (província)|Buenos Aires]]<br />{{ARG}}
|descrição = '''Héctor Babenco'''
|nacionalidade = {{BRAb}} [[nacionalidade brasileira|brasileira]] (1977-2016)</br>{{ARGb}} argentina (1946-1977)
|ocupação = [[Cineasta]]
|morte_data = {{nowrap|{{morte|13|07|2016|7|02|1946}}}}
|nacionalidade = {{BRAb}} [[nacionalidade brasileira|brasileira]]
|morte_local = [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[São Paulo|SP]]<br />{{BRA}}
|outros_prêmios = Prêmio do Público, na [[Mostra Internacional de Cinema de São Paulo]], por ''Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia'' (1977)<br />Prêmio Leopardo de Prata, no Festival de Locarno, por ''Pixote - A Lei do Mais Fraco'' (1980)
|IMDB_ideducação = 0002199
|residência =
|ocupação = [[Cineastacineasta]]
|atividade =
|cônjuge = [[Bárbara Paz]] (2010-2016)</br>[[Xuxa Lopes]]</br>[[Raqual Arnaud]]
|oscares_academia =
|emmy =
|tony =
|goldenglobe =
|sag_awards =
|cannes =
|cesar =
|BAFTA =
|urso =
|veneza =
|national board of review =
|outros_prêmios = Prêmio do Público, na [[Mostra Internacional de Cinema de São Paulo]], por ''Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia'' (1977)<br />Prêmio Leopardo de Prata, no Festival de Locarno, por ''Pixote - A Lei do Mais Fraco'' (1980)
|indicações =
|site_oficial =
|IMDB_id = 0002199
|assinatura =
}}
'''Héctor Eduardo Babenco''' ([[Mar del Plata]], [[7 de fevereiro]] de [[1946]] {{mdash}} [[São Paulo (cidade)|São Paulo]], [[13 de julho]] de [[2016]]) foi um [[cineasta]] [[argentino]] [[naturalizado]] [[brasil]]eiro de [[ascendência]] [[judaico]]-[[ucraniana]].<ref>{{Citar web|url=http://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2016/07/hector-babenco-morre-aos-70-anos-em-sao-paulo.html|título=Hector Babenco morre aos 70 anos em São Paulo|publicado=G1|acessodata=14 de julho de 2016}}</ref> Foi diretor de filmes como [[Pixote, a Lei do Mais Fraco]] e [[Carandiru (filme)|Carandiru]], além de [[O Beijo da Mulher-Aranha]], pelo qual recebeu a indicação ao [[Oscar 1986|Oscar]] de melhor direção em 1986.<ref name="uol">{{Citar web| url=http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2016/07/14/morre-aos-70-anos-o-cineasta-hector-babenco.htm |título=Morre, aos 70 anos, o cineasta Hector Babenco |língua= |autor= |obra=Uol |data= |acessodata=14 de julho de 2016}}</ref>
 
==Carreira no Brasil==
Babenco nasceu na Argentina em 1946 e naturalizou-se brasileiro em 1977. Fez no Brasil uma carreira com filmes importantes, como "Carandiru". O primeiro longa-metragem do cineasta foi "[[O Rei da Noite]]" (1975). Estrelado por [[Paulo José]] e [[Marília Pêra|Marilia Pêra]], o longa mostra a história de Tertuliano, narrada por ele mesmo, desde sua infância até a velhice.
 
Babenco casou-se com a atriz [[Bárbara Paz]] em 2010. Foi pai de duas filhas, Janka Babenco e MiraMyra Arnaud Babenco, de casamentos anteriores, e dois netos. {{carece de fontes}}
==Vida pessoal==
Babenco casou-se com a atriz [[Bárbara Paz]] em 2010. Foi pai de duas filhas, Janka e Mira, de casamentos anteriores, e dois netos. {{carece de fontes}}
 
Morreu na noite de 13 de julho de 2016, após ser internado no dia anterior para tratar de uma sinusite no [[Hospital Sírio-Libanês]], quando teve uma parada cardiorrespiratória, às 22h50 do dia 13.<ref name="uol"/>
126 458

edições