Diferenças entre edições de "Antipróton"

267 bytes adicionados ,  20h25min de 15 de julho de 2016
adicionei de onde vieram e especifiquei qual seria mais aproximadamente seu tempo de vida
m (Robô: Alteração da categoria redireccionada Nucleons para Núcleons)
(adicionei de onde vieram e especifiquei qual seria mais aproximadamente seu tempo de vida)
O {{PEPB|antiprotão|antipróton}} é a [[antipartícula]] do [[próton]]. Também é conhecido como "próton negativo". Mas se diferencia do próton por ser negativo, não fazendo parte do [[núcleo atômico]]. Tendo sua abundância no inicio dos tempos, frações de um segundo depois da explosão criadora do universo foi criada um milhão de vezes a menos que os prótons e essa é a única razão de se existir vida como nós a conhecemos. O antipróton é estável, e no [[vácuo]] não se desintegra espontaneamente. No entanto quando um antipróton se choca com um próton, ambas as partículas são transformadas em [[mésons]], cuja média de vida é extremamente curta chegando a milésimos de segundos (ver [[Radioatividade]]). Embora a existência desta partícula elementar tenha ocorrido pela primeira vez na década de 1930, o antipróton só foi identificado em 1955, no laboratório de radiação da [[Universidade da Califórnia]] por [[Emilio Segre]] e [[Owen Chamberlain]], razão pela qual foram premiados pelo [[Prêmio Nobel de Física]] em [[1959]].
 
=={{Ver também}}==
1

edição