Abrir menu principal

Alterações

61 bytes adicionados, 06h02min de 17 de julho de 2016
sem resumo de edição
'''Pedro I''' ([[Moscovo|Moscou]], {{dtlink|9|6|1672}} – [[São Petersburgo]], {{dtlink|8|2|1725}}), apelidado de '''Pedro, o Grande''', foi o [[Lista de monarcas da Rússia#Czarado da Rússia|Czar]] do [[Czarado da Rússia]] de 1682 até a formação do [[Império Russo]] em 1721, continuando a reinar como [[Lista de monarcas da Rússia#Império Russo|Imperador]] até sua morte. De pouco depois de sua ascensão até 1696, ele reinou junto com seu meio-irmão mais velho [[Ivan V da Rússia|Ivan V]]. Pedro era o filho mais velho do czar [[Aleixo da Rússia|Aleixo]] com sua segunda esposa [[Natália Naryshkina]], vivendo seus primeiros anos tranquilamente até chegar ao trono com apenas dez anos de idade depois de ser escolhido como o novo soberano pela população moscovita.
 
Sua escolha não satisfez a família da primeira esposa de Aleixo e o exército [[Streltsy|Streltsi]], que fomentaram uma sangrenta revolta junto com sua meia-irmã [[Sofia Alexeievna da Rússia|Sofia]] que instaurou Ivan como co-monarca e ela como regente em nome dos dois. Pedro viveu tranquilamente no interior pelos sete anos seguintes ao mesmo tempo que Sofia governava o país em nome dos dois czares. Foi importante na modernização e ocidentalização da Rússia, paísfinalmente quetomando já estava muito desfasado em relação às potências ocidentais. Também deu ao seu país grandeo poder depoisdas demãos derrotardela aem Suéciauma narevolta [[Grandeem Guerra1689 doaos Norte]], que ficou marcada pela sua grande vitória na [[Batalha de Poltava]] emdezessete 1709anos.
 
Foi importante na modernização e ocidentalização da Rússia, país que já estava muito desfasado em relação às potências ocidentais. Também deu ao seu país grande poder depois de derrotar a Suécia na [[Grande Guerra do Norte]], que ficou marcada pela sua grande vitória na [[Batalha de Poltava]] em 1709. Ao se aperceber de que a Rússia era socialmente e tecnicamente atrasada, resolveu abrir uma janela para o Ocidente, já como czar, a fim de ingressar no país ideias europeias de progresso. Não sem antes recolher a irmã Sofia aos costumes no Convento das Carmelitas. Empreendeu um périplo de 18 meses pela Europa, em que se fez passar por marinheiro e trabalhar como carpinteiro num estaleiro da Holanda, aprendeu a retalhar a gordura da baleia, estudou anatomia e cirurgia observando dissecação de cadáveres, visitou museus e galerias de arte.
 
== Início de vida==