Harmonia (mitologia): diferenças entre revisões

29 bytes adicionados ,  06h32min de 23 de julho de 2016
sem resumo de edição
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 179.181.116.38 (https://en.wiktionary.org/wiki/%E1%BC%81%CF%81%CE%BC%CE%BF%CE%BD%CE%AF%CE%B1), com Reversão e avisos.)
{{Ver desambiguação|Harmonia}}
[[FicheiroImagem:GrottoandHarmonyStatue.jpg|miniaturadaimagem|Estátua de Harmonia em [[Grottoand]], [[Pensilvânia]] ]]
'''Harmonia''' é uma [[mitologia grega|deusa grega]] que [[personificação|personifica]] a [[paz]], [[harmonia]] e [[concórdia]]. Sua [[mitologia romana|equivalente romana]] é a [[Concórdia (mitologia)|Concórdia]]. Ela serve como antítese da [[Éris]], deusa da discórdia. Filha de [[Afrodite]] e [[Ares]], representa o equilíbrio ideal vindo da união da deusa do amor e do deus da guerra.<ref>Wikisource-logo.svg Chisholm, Hugh, ed. (1911). "Harmonia". Encyclopædia Britannica (11th ed.). Cambridge University Press.</ref>
É esposa de [[Cadmo]], com quem teve [[Ino (filha de Cadmo)|Ino]], [[Polidoro (filho de Cadmo)|Polidoro]], [[Autônoe]], [[Agave (mitologia)|Agave]], [[Sêmele]] e [[Illyrius]].
 
'''Harmonia''' é uma [[mitologia grega|deusa grega]] que [[personificação|personifica]] a [[paz]], [[harmonia]] e [[concórdia]]. Sua [[mitologia romana|equivalente romana]] é a [[Concórdia (mitologia)|Concórdia]]. Ela serve como antítese da [[Éris]], deusa da discórdia. Filha de [[Afrodite]] e [[Ares]], representa o equilíbrio ideal vindo da união da deusa do amor e do deus da guerra.<ref>Wikisource-logo.svg Chisholm, Hugh, ed. (1911). "Harmonia". Encyclopædia Britannica (11th ed.). Cambridge University Press.</ref> É esposa de [[Cadmo]], com quem teve [[Ino (filha de Cadmo)|Ino]], [[Polidoro (filho de Cadmo)|Polidoro]], [[Autônoe]], [[Agave (mitologia)|Agave]], [[Sêmele]] e [[Ilírio (filho de Cadmo]].
Aqueles que descreveram Harmonia como de [[Samotrácia]], relatou que Cadmos, em sua viagem para a Samotrácia, depois de ter sido iniciado nos mistérios, apaixonou-se por Harmonia, e a levou como sua companheira com ajuda de [[Atena]]. Quando Cadmos foi obrigado a parar em [[Tebas]], Harmonia o acompanhou. Quando chegaram na tribo dos Enchele, eles os assistiram em sua guerra contra os ilírios, e conquistou o inimigo. Cadmos, em seguida, tornou-se rei dos Ilírias, mas depois ele foi transformado em uma serpente. Harmonia em sua dor, pediu a Cadmos para ir até ela. Quando ela foi abraçada por Cadmos em forma de serpente numa piscina de vinho, os deuses transformou-a em uma serpente, incapaz de suportar ver seu sofrimento.<ref>Apollod. iii. 5. § 4; Eurip. Baccti. 1233; Ov, Met. iv. 562, &c. (citado por Schmitz)</ref>
 
Aqueles que descreveram Harmonia como de [[Samotrácia]], relatou que CadmosCadmo, em sua viagem para a Samotrácia, depois de ter sido iniciado nos mistérios, apaixonou-se por Harmonia, e a levou como sua companheira com ajuda de [[Atena]]. Quando CadmosCadmo foi obrigado a parar em [[Tebas (Grécia)|Tebas]], Harmonia o acompanhou. Quando chegaram na tribo dos Enchele[[enquéleas]], eles os assistiram em sua guerra contra os ilírios, e conquistou o inimigo. Cadmos, em seguida, tornou-se rei dos Ilírias, mas depois ele foi transformado em uma serpente. Harmonia em sua dor, pediu a Cadmos para ir até ela. Quando ela foi abraçada por Cadmos em forma de serpente numa piscina de vinho, os deuses transformou-a em uma serpente, incapaz de suportar ver seu sofrimento.<ref>Apollod. iii. 5. § 4; Eurip. Baccti. 1233; Ov, Met. iv. 562, &c. (citado por Schmitz)</ref>
 
Cadmo, em seguida, tornou-se rei dos enquéleas, mas depois foi transformado em uma serpente. Harmonia em sua dor pediu a Cadmo para ir até ela. Quando ela foi abraçada por Cadmo em forma de serpente numa piscina de vinho, os deuses transformou-a em uma serpente, incapaz de suportar ver seu sofrimento.<ref>Apollod. iii. 5. § 4; Eurip. Baccti. 1233; Ov, Met. iv. 562, &c. (citado por Schmitz)</ref>
 
{{Mitologia Grega}}