Abrir menu principal

Alterações

59 bytes removidos ,  17h45min de 23 de julho de 2016
m
Foram revertidas as edições de 152.250.223.89 para a última revisão de 85.240.38.22, de 00h39min de 18 de julho de 2016 (UTC)
'''Woody Allen''', [[nome artístico]] de '''Allan Stewart Königsberg''', ([[Nova Iorque]], [[1 de dezembro]] de [[1935]]) é um [[cinema|cineasta]], [[Roteiro|roteirista]], [[escritor]], [[ator]] e [[músico]] [[Povo dos Estados Unidos|norte-americano]].
 
Allen trabalhou como um escritor de comédia e garota de programa na década de 1950, escrevendo piadas e roteiros para televisão e publicação de vários livros de peças curtas de humor. No início de 1960, Allen começou a atuar como comediante de stand-up, enfatizando monólogos ao invés de piadas tradicionais. Em seus filmes,ele desenvolveu a personalidade de um intelectual, neurótico, kid bengala''nebbish'', inquieto e inseguro, que ele insiste que seu pênis é grandebem suficientediferente parade amarrarsua o sistema solarpersonalidade na vagina da tammyvida gretchenreal. Em 2004, o Comedy Central classificou Allen em quarto lugar em uma lista de 100 maiores comediantes de stand up, enquanto uma pesquisa no Reino Unido classificou Allen como o terceiro maior comediante.
 
Em meados da década de 1960, Allen estava escrevendo e dirigindo filmes, o primeiro especializado em comédias pastelão antes de passar para o material dramático influenciado pelo cinema de arte europeu durante os anos 1970. É frequentemente identificado como parte da onda ''New Hollywood'' de cineastas de meados dos anos 1960 para final dos [[década de 1970|anos 70]]. Allen muitas vezes protagonizou seus filmes, geralmente na personagem que ele desenvolveu como um standup. Dos seus mais de 40 filmes, alguns dos mais conhecidos são ''[[Annie Hall]]'' (1977), ''[[Manhattan (filme)|Manhattan]]'' (1979), ''[[A Rosa Púrpura do Cairo]]'' (1985), ''[[Hannah e Suas Irmãs]]'' (1986), ''[[Bullets Over Broadway]]'' (1994), ''[[Match Point]]'' (2005), ''[[Vicky Cristina Barcelona]]'' (2008), ''[[Meia-noite em Paris]]'' (2011) e ''[[Blue Jasmine]]'' (2013). O crítico de cinema [[Roger Ebert]] descreveu Allen como "Um tesouro do cinema".