Abrir menu principal

Alterações

1 byte adicionado ,  01h19min de 24 de julho de 2016
== Começo de reinado ==
===Ascensão===
Teodoro conseguiu realizar uma reforma que aboliu o sistema de preferência de classes da Rússia, em que nobres só aceitavam cargos públicos ou ordens militares baseados em sua posição social, diminuindo a burocracia e incompetência do governo.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=32}} </ref> Ele havia se casado duas vezes, primeiro com Agáfia Grushetskaia e depois com Marta Apraxina, afilhada de MetveievMatveiev que pediu a liberdade dele como condição de casamento. Mesmo com duas esposas, ele não teve herdeiros e morreu em maio de 1682 sem também nomear um sucessor.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=33}} </ref> Ivan e Pedro ficaram como os candidatos ao trono; apesar do primeiro fosse a opção mais lógica em circunstânciacircunstâncias normais como mais velho e filho da primeira esposa de Aleixo, ele era quase cego, coxo e com problemas de fala, enquanto Pedro era forte, inteligente e com uma altura acima da média para uma criança de dez anos. Independente da escolha, uma regência teria de ser estabelecida.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=33–34}} </ref>
 
Uma discussão começou entre os boiardos logo depois de deixarem o aposento onde o corpo de Teodoro estava. Alguns apoiavam os Miloslavski e a reivindicação de Ivan, enquanto outros achavam impraticável entregar o trono a uma criança enferma e favoreciam Pedro. Chegou-se ao consenso de que a decisão ficaria com a população moscovita que estava do lado de fora do palácio. O patriarca Joaquim foi para a sacada e indagou a multidão: "O czar Teodoro Alexeievich, de abençoada memória, está morto. Não deixa herdeiros, apenas irmãos [...] A qual dos dois czarevichs vocês entregam o poder?" Os gritos em favor de Pedro foram maiores e o patriarca aceitou a decisão. Pedro inicialmente recusou, porém foi persuadido que o melhor a ser feito era aceitar, com Natália sendo nomeada regente.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=34–35}} </ref>
 
Apesar da czarina ser nominalmente a regente, esperava-se que o governo fosse na verdade comandado por MetveievMatveiev.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=34}} </ref> Ele era um homem que não pertencia à classe dos boiardos e tinha conseguido alcançar a posição de ministro-chefe durante o reinado de Aleixo por mérito, não por preferência social como antigamente. Além disso, MetveievMatveiev interessava-se em assuntos eruditos e pela cultura ocidental, tendo inclusive casado-se com uma escocesa chamada Mary Hamilton. Sua forma de vida e opiniões políticas e sociais eram um contraste com a tradicionalista sociedade russa da época, gerando suspeitas entre alguns boiardos.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=21}} </ref> MetveievMatveiev estava exilado na Sibéria quando Pedro tornou-se czar, voltando lentamente para Moscou e sendo bem recebido pelo caminho e até chegar na capital em 21 de maio. Pelos três dias seguintes ele recebeu em sua casa as visitas de comerciantes, amigos estrangeiros e boiardos lhe desejando felicidades e oferecendo seu apoio.<ref> {{harvnb|Massie|2015|p=49}} </ref>
 
===Revolta dos Streltsi===