Diferenças entre edições de "José Maria Eymael"

6 bytes adicionados ,  02h36min de 24 de julho de 2016
 
Criado pelo militante do partido e hoje um de seus dirigentes, José Raimundo de Castro, o ''jingle'' tornou-se referência na história política nacional recente<ref>{{citar web|URL=http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/eleicoes/jose-maria-eymael-quem-e-o-candidato-do-psdc-a-presidencia,fb08a6ca39e2d310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html|título=José Maria Eymael: quem é o candidato do PSDC à Presidência|autor=|data=20 de julho de 2010|publicado=Terra|acessodata=}}</ref> e é considerado um ''case'' de comunicação.
 
O ''jingle'' original dizia: "''para prefeito em 15 de novembro é Eymael, o candidato da Renovação''".
 
Em 1986, foi modificado para "''pra deputado federal queremos Eymael, a voz do povo na Constituição''".
 
Em 1998, foi modificado para "''pra presidente do Brasil queremos Eymael, pela família e pela nação''".
 
Em 2006, foi modificado para "''pra presidente é José Maria Eymael, pela família e pela nação''".
 
Em 2010, foi modificado para "''pra presidente é 27, o nome é Eymael, pela família e pela nação''".<ref>{{citar web|URL=http://www.istoe.com.br/reportagens/paginar/78207_EY+EY+EYMAEL+AGORA+EM+AXE/2|título=Ey-Ey-Eymael agora em axé|autor=|data=|publicado=ISTOÉ Independente |acessodata=}}</ref>
 
Em 2014, foi modificado para "''pra presidente, 27, Brasil, é Eymael, pela vitória da Constituição''".
 
Utilizador anónimo