Diferenças entre edições de "Fernando VI de Espanha"

4 bytes adicionados ,  22h31min de 27 de julho de 2016
Na wiki es existe o artigo es:Villaviciosa de Odón. Um dia, alguém o cria aqui.
(Na wiki es existe o artigo es:Villaviciosa de Odón. Um dia, alguém o cria aqui.)
| religião = [[Igreja Católica|Catolicismo]]
}}
'''Fernando VI''' ([[Madrid]], {{dtlink|23|9|1713}} – [[Villaviciosa de Odón]], {{dtlink|10|8|1759}}) foi o [[Lista de monarcas de Espanha|Rei da Espanha]] de 1746 até sua morte. Era o quarto filho do rei [[Filipe V de Espanha|Filipe V]] e de sua primeira esposa [[Maria Luísa de Saboia]].
 
== Biografia ==
Fernando VI sofreu problemas mentais, os quais se agravaram depois da morte de sua mulher, [[Maria Bárbara de Bragança]] em [[1758]]. Ambos esposos estavam muito unidos afectivamente, compartindo uma paixão pela [[música]]. Não tinham filhos nem ambições de expansão política, pelo que procurou uma política de estrita [[País neutorneutro|neutralidade]].
 
Começou o seu reinado eliminando a influência da rainha viúva [[Isabel Farnésio]] e do seu grupo de cortesões italianos. Só manteve no governo o [[Zenón de Somodevilla y Bengoechea|marquês de La Ensenada]], como Secretário da Fazenda, Marinha e Índias. O contrapeso político ao marquês de la Ensenada, francófilo, era o Secretário de Estado [[José de Carvajal y Lancaster]], de tendência anglófila. A competição entre ambos terminou em [[1754]], ao falecer Carvajal e cair Ensenada, passando [[Ricardo Wall]] a ser o novo homem forte da monarquia.
41 074

edições