Diferenças entre edições de "Sphyrna mokarran"

43 bytes adicionados ,  18h30min de 2 de agosto de 2016
sem resumo de edição
| reino = [[Animalia]]
| estado= EN
| nome = Tubarão-martelo-maiorpanã
| imagem = Sphyrna mokarran at georgia.jpg
| filo = [[Chordata]]
| estado_sistema = iucn2.3
}}
O '''tubarão-martelo-maiorpanã''' (''Sphyrna mokarran''), também conhecido como '''tubarão-panã''', ou '''cação-panã''', é a maior espécie de [[tubarão-martelo]] da família [[Sphyrnidae]], atingindo um comprimento máximo de 6,1 m e pesando mais de 450kg, atualmente considerada em [[risco de extinção]]. Pode ser encontrada em águas tropicais e temperadas quentes de todo o mundo, habitando áreas costeiras e a plataforma continental. O grande tubarão-martelopanã pode ser distinguido de outros tubarões-martelo pela forma da seu "martelo" (denominado "cefalofólio"), que é de largura, com uma margem de frente quase reta, e por a sua altura, uma barbatana dorsal em forma de foice. Um nadador solitário e grande predador, o grande tubarão-martelopanã se alimenta de uma grande variedade de presas que vão desde crustáceos e cefalópodes, a peixes, arraias e pequenos tubarões. Observações desta espécie em estado selvagem sugerem que as funções cefalofólio serviam para imobilizar arraias, a presa favorita deste tubarão. Esta espécie tem um modo de reprodução vivíparo, tendo ninhadas de até 55 filhotes a cada dois anos.
 
Embora potencialmente perigoso, o grande tubarão-martelopanã raramente ataca humanos. Ele às vezes se comporta inquisitivamente com mergulhadores e deve ser tratado com respeito. Este tubarão é fortemente pescado por suas grandes barbatanas, que são extremamente valiosas no mercado asiático como o principal ingrediente da [[sopa de barbatanas de tubarão]]. Como resultado, grandes populações de tubarão-martelo estão diminuindo substancialmente em todo o mundo, e tem sido avaliada como ameaçados pela [[União Internacional para a Conservação da Natureza]] (IUCN).<ref>[http://www1.folha.uol.com.br/folha/bbc/ult272u586162.shtml Folha: 30% das espécies de tubarão de mar aberto estão ameaçadas de extinção]</ref>
 
{{Referências}}
558

edições