Abrir menu principal

Alterações

1 795 bytes adicionados, 10h20min de 14 de agosto de 2016
sem resumo de edição
As '''eleições estaduais em [[Alagoas]] em [[Eleições gerais no Brasil em 1954|1955]]''' aconteceram em [[3 de outubro]] como parte das [[Eleições gerais no Brasil em 1954|eleições gerais]] em [[Unidades federativas do Brasil|nove estados]] cujos governadores exerciam um mandato de cinco anos.{{Nota de rodapé|[[Alagoas]], [[Maranhão]], [[Mato Grosso]], [[Minas Gerais]], [[Pará]], [[Paraíba]], [[Paraná]], [[Rio Grande do Norte]] e [[Santa Catarina]].}}{{Nota de rodapé|Os governadores eleitos em 1947 terminariam seus mandatos no mesmo dia que o presidente [[Eurico Gaspar Dutra]] e a partir de então alguns estados fixaram em cinco anos o mandato de seus governadores na ausência de uma vedação constitucional, e assim os estados acima faziam eleições a cada lustro. [[Goiás]] aderiu à regra do quinquênio em [[1960]].}}<ref name=TSE>{{citar web|título=''Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral''|url=http://www.tse.jus.br/ || acessodata=[[14 de agosto]] de [[2016]]}}</ref>
 
Advogado formado pela [[Universidade Federal de Alagoas]],<ref name=FALCÃO>{{citar web || url=http://www2.camara.leg.br/deputados/pesquisa/layouts_deputados_biografia?pk=122335&tipo=0 || titulo= ''Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Muniz Falcão''|| acessodata=[[14 de agosto]] de [[2016]]}}</ref> o também jornalista [[Sebastião Marinho Muniz Falcão|Muniz Falcão]] é pernambucano de [[Ouricuri]] e viveu por algum tempo em [[Crato (Ceará)|Crato]], [[Ceará]]. Delegado regional do trabalho em [[Alagoas]], [[Sergipe]] e [[Bahia]], foi eleito deputado federal pelo [[Partido Social Trabalhista|PST]] em [[Eleições estaduais em Alagoas em 1950|1950]] e após ingressar no [[Partido Social Progressista|PSP]] alcançou a vice-liderança da bancada sendo reeleito deputado federal em [[Eleições estaduais em Alagoas em 1954|1954]]. Eleito governador para um mandato de cinco anos em [[1955]], vivenciou os enfrentamentos entre seus partidários e a oposição. Em [[13 de setembro]] de [[1957]] foi marcada a votação de seu pedido de ''[[impeachment]]'', porém um novo confronto onde houve mortos e feridos de parte a parte suspendeu a sessão. Mediante tal fato o presidente [[Juscelino Kubitschek]] decretou intervenção federal no estado chegando a escolher o general [[Armando de Moraes Ancora]] para a missão. No dia 18 do mesmo mês, a [[Assembleia Legislativa de Alagoas]] votou pelo seu impedimento em favor do vice-governador [[Sizenando Nabuco de Melo|Sizenando Nabuco]]. O [[Supremo Tribunal Federal]] reintegrou o governador afastado em [[24 de janeiro]] de [[1958]].<ref>''A participação do senador Juracy na crise alagoana (online).'' [[O Estado de S. Paulo]], São Paulo (SP), 13/09/1957. Geral, p. 05. Página visitada em [[14 de agosto]] de [[2016]].</ref>
 
 
{{Notas}}
27 469

edições