Diferenças entre edições de "Vitamina A"

488 bytes removidos ,  19h45min de 25 de agosto de 2016
sem resumo de edição
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel Remoção considerável de conteúdo
 
Além disso, a carência de vitamina A pode levar a Infecções frequentes, que também podem indicar carência, pois a falta de Vitamina A reduz a capacidade do organismo de se defender das doenças <ref>AMBROSIO, Carmem Lygia Burgos; CAMPOS, Florisbela de Arruda Camara e Siqueira; FARO, Zelyta Pinheiro de. Carotenóides como alternativa contra a hipovitaminose A. Rev. Nutr., Campinas, v. 19, n. 2, Apr. 2006 </ref> <ref>SOUZA, Walnéia Aparecida de; VILAS BOAS, Olinda Maria Gomes da Costa. A deficiência de vitamina A no Brasil: um panorama. Rev Panam Salud Publica, Washington, v. 12, n. 3, Sept. 2002 </ref><ref>RAMALHO, Rejane Andréa; ANJOS, Luiz Antonio dos; FLORES, Hernando. Valores séricos de vitamina A e teste terapêutico em pré-escolares atendidos em uma Unidade de Saúde do Rio de Janeiro, Brasil. Rev. Nutr., Campinas, v. 14, n. 1, Apr. 2001 .</ref>.
 
 
== Ingestão Diária Recomendada - IDR ==
 
{| class="wikitable"
|-
! População !! Quantidade (µg RE)
|-
| Adultos || 600
|-
| Lactentes || 375 (0-6 meses) e 400 (7-8 meses)
|-
| Crianças || 400*, 450** e 500***
|-
| Gestantes|| 800
|-
| Lactantes || 850
|}
{{referências}}
 
Fonte: Resolução RDC nº 269, de 22 de setembro de 2005. Legenda: *1-3 anos, **4-6 anos, ***7-10 anos
 
[[Categoria:Vitaminas]]
[[Categoria:Biomoléculas]]
[[Categoria:Terpenos]]
[[Categoria:Carotenoides]]
Utilizador anónimo