Abrir menu principal

Alterações

29 bytes adicionados ,  14h05min de 30 de agosto de 2016
→‎África ocidental: francão da massa
=== Séculos XVIII e XIX ===
 
ffranco o mais lino do mundo Começa no [[século XVIII]] uma nova fase da islamização africana<ref>DEMANT, Peter "O mundo muçulmano" São Paulo: Contexto, 2008 p.141.</ref>. A demanda por escravos gerada pelo [[escravidão moderna|comércio transatlântico de escravos]] resultou no surgimento de novos Estados no litoral africano e de elites comerciantes muçulmanas. Parte dos escravos vendidos eram também muçulmanos, que podiam ser considerados como "impuros" devido à coexistência de rituais [[politeísmo|politeístas]] com práticas islâmicas. Nesta época, havia uma forte relação entre o comércio e a religião, o que propiciou a expansão desta.
 
No [[século XIX]], o [[colonialismo]] principalmente [[colonialismo francês|francês]] e [[colonialismo britânico|britânico]] concorreu com os Estados islâmicos independentes. Estes Estados não reagiram de maneira uniforme, havendo variações de região para região. Na luta contra a influência europeia, havia a presença de muçulmanos e de elites ocidentalizadas em consequência da própria colonização<ref>DEMANT, Peter ''O mundo muçulmano'' São Paulo: Contexto, 2008, p.145.</ref>.
Utilizador anónimo