Diferenças entre edições de "Coloratura"

1 354 bytes adicionados ,  03h23min de 12 de setembro de 2016
Em inglês faz-se diferença entre coloratura e [[melisma]], usando aquele como sinônimo de [[cadência melódica]], e este para coloratura.
 
Cantores virtuosos, capazes de realizar frases ornamentadas com extrema agilidade, não significa porém, que seja uma voz de coloratura. Para que a característica "Coloratura" seja empregada na classificação do cantor, ele deve ser capaz de realiza-la fora de sua tessitura habitual, sem perda de qualidade timbrística ou alterações vocais que tendem ao timbre "metálico" mesmo em cobertura. Vozes coloraturas possuem um timbre aveludado sem perder o Squillo da voz, nos registros agudos, acima da tessitura.
==Sopranos Lírico Coloratura==
 
Nas vozes coloraturas, a ressonância responsável por essa característica acontece no Seio Esfenoidal, cavidade que está localizada no centro da cabeça, entre a cavidade nasal e a glândula hipófise. Para uma voz ser caracterizada coloratura, essa ressonância deve acontecer naturalmente e sem pressão excessiva com a passagem de registro de peito para cabeça.
 
Geralmente, cantores coloratura possuem classificação "Lirico" ou "Lirico Legero", pois possuem cor e brilho nas frequências que ressoam no seio esfenoidal (as mesmas frequências responsáveis pelo squillo), porém não há uma regra. Vozes puramente "Legero" e "Dramatico" raramente possuem coloratura. Vozes "Legero", não possuem projeção suficiente para penetrar no seio esfenoidal com tamanha qualidade, porém são vozes que penetram os seios frontais
 
==Sopranos Lírico Coloratura==
 
Cantores especializados em realizar coloratura com a voz têm em sua classificação vocal a palavra coloratura, embora possam possuir timbres característicos de soprano ligeiro, lírico ou dramático. Por exemplo:
Utilizador anónimo