Convênio de Taubaté: diferenças entre revisões

496 bytes adicionados ,  13 de setembro de 2016
m
Desfeita(s) uma ou mais edições de 152.238.109.10, com Reversão e avisos
Etiquetas: Editor Visual Remoção considerável de conteúdo
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 152.238.109.10, com Reversão e avisos)
Essa política adotada a partir do ''Convênio de Taubaté'' só ajudou a adiar o iminente fim do ciclo cafeeiro no Brasil, que aconteceu com a quebra da [[Crise de 1929|bolsa de valores]] de [[Nova York]], em 1929.
 
O Convênio de Taubaté foi uma forma usada para enriquecer os proprietários de café, que investiram na industrialização de [[São Paulo]], já que a produção tinha venda garantida. Vendo a impossibilidade de pagar as dívidas que o governo paulista contraiu no exterior após a crise de 1929, em 1930, o governo nacional de [[Getúlio Vargas|Vargas]] assumiu todas as dívidas as nacionalizaonacionalizando.
 
=={{Bibliografia}}==
 
*CARONE, Edgard; "''A Primeira República (1889-1930): texto e contexto.''" 2a ed. amp., São Paulo: Difusão Européia do Livro, s/d
 
*FURTADO, Celso; "''Formação econômica do Brasil.''" 24ª ed. São Paulo; Companhia Editora Nacional; 1991
 
 
=={{links externos}}==
*[http://www.irdeb.ba.gov.br/bahiahistoriadoctaubate.htm Convênio de Taubaté]
*[http://pt.wikisource.org/wiki/Conv%C3%AAnio_de_Taubat%C3%A9 Convênio de Taubaté - Wikisource]
 
{{esboço-história}}
 
{{seminterwiki}}
229 756

edições