Abrir menu principal

Alterações

1 byte adicionado, 20h20min de 20 de setembro de 2016
m
sem resumo de edição
 
== Ofensiva alemã ==
A conquista de Leningrado era um dos três objetivos estratégicos para a [[Operação Barbarossa]] e o principal alvo do [[Wehrmacht|exército alemão]] do norte. A justificativa estratégica para o ataque a Leningrado era basicamente políticopolítica, como era a ex capital da [[Rússia]] e um dos berços da [[Revolução Russa de 1917|Revolução Comunista]]. Havia também uma importância militar, já que a cidade era a base para a [[Frota do Báltico]] [[União Soviética|soviética]] e um grande centro industrial.<ref>Carell, Paul (1963), ''Unternehmen Barbarossa — Der Marsch nach Russland''</ref> Em 1939, Leningrado era responsável por 11% de toda a produção industrial soviética.<ref>[http://www.britannica.com/EBchecked/topic/518092/Saint-Petersburg Saint Petersburg-The Soviet Period],"Saint Petersburg." Encyclopædia Britannica. Encyclopædia Britannica Online. Encyclopædia Britannica, 2011. Web. 19 de julho de 2011.</ref>
 
O marechal [[Wilhelm Ritter von Leeb]] lideraria as forças alemãs no ataque ao norte. A [[Luftwaffe|força aérea alemã]] iniciou então um intenso bombardeio na região.
== O cerco ==
[[Ficheiro:Bundesarchiv Bild 146-1981-071-07A, Russland, Panzer VI "Tiger I".jpg|miniaturadaimagem|esquerda|Um tanque alemão [[Tiger I]] utilizado pela [[Wehrmacht]] durante o cerco.]]
A 308 de agostosetembro de 1941 a cidade já estava completamente cercada. Leningrado passou a ser bombardeada dia e noite, por artilharia e aviões. O alto comando alemão decidiu que a cidade seria vencida pela fome e cortou todos os acessos por terra. Os soviéticos fizeram poucas tentativas de romper o cerco por dentro, tendo que aguentar intensos bombardeios diários. Ainda assim, os russos não cederam. Através do lago Ladoga, o [[exército vermelho]] conseguiu manter a cidade minimamente suprida, o suficiente para que sua população não morresse. Os russos chamariam este rota de "Estrada da Vida" (''Дорога жизни'').<ref>"[http://the-siege-of-leningrad.com/ St Petersburg – Leningrad in the Second World War]" 9 de maio de 2000. ''The Russian Embassy''.</ref>
 
No geral, o cerco a Leningrado durou cerca de 872 dias e custou a vida de 1,5 milhões de pessoas (a maioria civis). A destruição e o número de fatalidades fez da batalha por Leningrado uma das mais sangrentas já travadas em uma cidade moderna. A fome foi uma das principais causas de mortes. Houve denúncias de que algumas pessoas praticaram canibalismo para sobreviver. O frio do inverno também era cruel. Em 1942, a temperatura chegou a −30 °C. Era comum ver centenas de cadáveres em cada rua e o bombardeio constante impediu os enterros.<ref>Barber, John; Dzeniskevich, Andrei (2005), ''Life and Death in Besieged Leningrad, 1941–44'', Palgrave Macmillan, New York, ISBN 1-4039-0142-2</ref> No final, muitos questionam a persistência de Hitler em continuar cercando a cidade. O general [[Fedor von Bock]], do exército alemão do centro, expressou sua frustração quanto a isso. Ele teria preferido concentrar todas as forças alemãs para capturar Moscou.