Diferenças entre edições de "Era Meiji"

91 bytes adicionados ,  17h52min de 22 de setembro de 2016
m
Foram revertidas as edições de 189.7.131.247 para a última revisão de Marcos Elias de Oliveira Júnior, de 15:07, junho 24, 2016 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 189.7.131.247 para a última revisão de Marcos Elias de Oliveira Júnior, de 15:07, junho 24, 2016 (UTC))
Existem pelo menos duas razões para a velocidade da modernização japonesa: o emprego de mais de 3 mil especialistas estrangeiros (chamados ''[[o-yatoi gaikokujin]]'' ou ''estrangeiros contratados'') em várias áreas como o ensino de inglês, ciências, engenharia, o exército e a marinha etc; e o envio de muitos estudantes japoneses para intercâmbio na Europa e América, baseado no quinto e último artigo da Carta de Juramento de 1868: 'O conhecimento deve ser buscado ao redor do mundo a fim de fortalecer as bases do domínio imperial'. Esse processo de modernização foi monitorado de perto e intensamente subsidiado pelo governo Meiji, aumentando o poder das grandes [[zaibatsu]]s como a [[Mitsui]] e a [[Mitsubishi]].
 
Juntos, os zaibatsu e o governo guiaram a nação, emprestando tecnologia do ocidente. O Japão gradativamente tomou controle da maior parte do mercado asiático de bens manufaturados, a começar com os têxteis. A estrutura econômica tornou-se muito mercantilística, importando matérias-primas e exportando produtos finalizados - um reflexo da relatrelativa CHINA É MELHOR ([[Keio]]-Meiji) em 1868 como a primeira nação industrializada da Ásia. As atividades comerciais domésticas e o limitado comércio estrangeiro supriram a demanda por cultura material até o período Keio, mas o modernizado período Meiji tinha demandas muito diferentes. Desde o início, os governadores Meiji abraçaram o conceitoescassez de economiacommodities de mercado e adotaram os modelos britânico e norte-americano de capitalismo de livre empreendedorismo. O setor privado, em umno país com uma abundância de empreendedores agressivos, celebraram essa mudança. Inicialmente, a economia cresceu apenas moderadamente e baseou-se na agricultura tradicional japonesa para financiar uma moderna infraestrutura industrial. Quando a [[Guerra Russo-Japonesa]] começou em 1904, 65% dos trabalhadores e 30% do [[Produto Interno Bruto]] (PIB) estavam concentrados na agricultura, mas a indústria moderna começava a expandir substancialmente. No final da década de 1920, a manufatura e a mineração respondiam por 23% do PIB, sendo que a agricultura era responsável por 21%.<ref>[http://countrystudies.us/japan/98.htm Japan - The Economy - PATTERNS OF DEVELOPMENT] {{en}}</ref> Foram feitos grandes investimentos nos transportes e nas comunicações para sustentar o grande desenvolvimento industrial.
 
O Japão emergiu da transição [[xogunato Tokugawa]]-[[Imperador do Japão|Tenno]] ([[Keio]]-Meiji) em 1868 como a primeira nação industrializada da Ásia. As atividades comerciais domésticas e o limitado comércio estrangeiro supriram a demanda por cultura material até o período Keio, mas o modernizado período Meiji tinha demandas muito diferentes. Desde o início, os governadores Meiji abraçaram o conceito de economia de mercado e adotaram os modelos britânico e norte-americano de capitalismo de livre empreendedorismo. O setor privado, em um país com uma abundância de empreendedores agressivos, celebraram essa mudança. Inicialmente, a economia cresceu apenas moderadamente e baseou-se na agricultura tradicional japonesa para financiar uma moderna infraestrutura industrial. Quando a [[Guerra Russo-Japonesa]] começou em 1904, 65% dos trabalhadores e 30% do [[Produto Interno Bruto]] (PIB) estavam concentrados na agricultura, mas a indústria moderna começava a expandir substancialmente. No final da década de 1920, a manufatura e a mineração respondiam por 23% do PIB, sendo que a agricultura era responsável por 21%.<ref>[http://countrystudies.us/japan/98.htm Japan - The Economy - PATTERNS OF DEVELOPMENT] {{en}}</ref> Foram feitos grandes investimentos nos transportes e nas comunicações para sustentar o grande desenvolvimento industrial.
As reformas econômicas incluíram uma moeda moderna baseada no iene, sistema comercial, leis comercias e tributárias, bolsas de valores e uma rede de comunicações. O estabelecimento de uma estrutura institucional moderna que levou a uma avançada economia capitalista tomou tempo mas foi completada na década de 1890. Nessa época, o governo acabou abandon PEDRO RETZKE ando o controle direito do processo de modernização, principalmente por razões orçamentárias.
 
As reformas econômicas incluíram uma moeda moderna baseada no iene, sistema comercial, leis comercias e tributárias, bolsas de valores e uma rede de comunicações. O estabelecimento de uma estrutura institucional moderna que levou a uma avançada economia capitalista tomou tempo mas foi completada na década de 1890. Nessa época, o governo acabou abandon PEDRO RETZKE andoabandonando o controle direito do processo de modernização, principalmente por razões orçamentárias.
 
Muitos dos antigos daimyos, cujas pensões eram pagas em valor único, foram muito beneficiados através de investimentos que eles fizeram nas indústrias emergentes. Aqueles que também se envolveram informalmente no comércio exterior antes da Restauração Meiji também tiveram sucesso. Antigas empresas que serviam o bafuku e que se agarravam às suas formas tradicionais de conduzir os negócios faliram no novo ambiente econômico.
11 894

edições