Ligamento: diferenças entre revisões

1 597 bytes removidos ,  02h18min de 28 de setembro de 2016
m
Foram revertidas as edições de 177.190.72.3 para a última revisão de Angeloleithold, de 14h24min de 6 de julho de 2016 (UTC)
m (Foram revertidas as edições de 177.190.72.3 para a última revisão de Angeloleithold, de 14h24min de 6 de julho de 2016 (UTC))
 
[[Categoria:Articulações]]
›BIOLOGIA
Ligamento
Compartilhar Email
Os ligamentos são estruturas resistentes, entretanto, pouco elásticas, formadas por tecidos conjuntivos fibrosos esbranquiçados (presença de colágeno), os quais possuem a função de unir dois ou mais ossos estabilizando e protegendo as articulações do corpo, de modo a evitar o deslocamento dos ossos agindo, assim, como amortecedores.
Além disso, transmitem informações para a medula e para o cérebro e, ainda, auxiliam na conservação e fixação local de muitos órgãos internos, como a bexiga, o útero e o diafragma. A despeito de serem formados por tecidos semelhantes aos tendões, estes, diferentemente dos ligamentos, são estruturas que conectam os músculos aos ossos e, por sua vez, os ligamentos unem dois ou mais os ossos.
Para saber mais: Ossos do Corpo Humano e Tendão
Tipos de Ligamentos
Os ligamentos variam consoante o tipo de articulação:
Ligamentos articulares: este tipo de ligamento une entre si duas cabeças ósseas de uma articulação, por exemplo, o ligamento dos ombros e dos joelhos.
Ligamento Suspensores: nesse caso, os ligamentos mantêm no seu local fisiológico de origem determinados órgãos internos, por exemplo, o útero e a bexiga.
Além disso, dependendo da localização, os ligamentos são classificados em:
Ligamentos multissegmentares: formados pelo ligamento longitudinal anterior, ligamento longitudinal posterior e ligamento supra espinhoso.
Ligamentos segmentares: formados pelo ligamento interespinhoso, ligamento amarelo, ligamento intertransverso, ligamento iliolombar (lombossacro).
221 065

edições