Pirita: diferenças entre revisões

2 bytes removidos ,  20h26min de 28 de setembro de 2016
udnuid
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de 2804:7f4:1180:b365:c13c:d976:76a4:6ffe, com Reversão e avisos)
(udnuid)
}}
[[Ficheiro:Pyrite elbe.jpg|right|thumb|200px|Um aglomerado de cristais de pirita medindo cerca de 4 polegadas (12 cm).]]
{{PBPE|Pirita|pirite}}, também '''pirite de ferro''' ou '''pirita de ferro''', é um [[dissulfeto]] de [[ferro]], FeS<sub>2</sub>. Tem os [[cristal|cristais]] isométricos que aparecem geralmente como [[cubo]]s, mas também frequentemente como [[octaedro]]s ou piritoedros ([[dodecaedro]]s com faces [[pentágono|pentagonais]]). Tem uma fratura ligeiramente desigual e conchoidal, uma [[dureza]] de 6-6.5 na [[escala de Mohs]], e uma [[densidade]] de 4,95 a 5,10. Devido ao seu brilho metálico e à cor amarelo-dourada, recebeu também o apelido de '''ouro-dos-tolos''' (ou '''ouro-dos-parvos'''); ironicamente, contudo, pequenas quantidades de [[ouro]] podem às vezes ser encontradas disseminadas nas piritas. Com efeito, dependendo da quantidade de ouro, a pirita aurífera pode mesmo ser uma fonte valiosa deste metal precioso. Em piritas podem ocorrer também [[arsênio]], [[níquel]], [[cobalto]] e [[cobre]].
 
Sob o ponto de vista da [[química inorgânica]] clássica, enquanto o [[estado de oxidação]] formal do Fe na pirita é 4+ (ou Fe(IV)), a pirita é mais bem descrita como Fe<sup>2+</sup>(S<sub>2</sub>)<sup>2-</sup>. Esta formulação leva em consideração o fato de que os átomos de [[enxofre]] na pirita estão ligados entre si por meio de ligações S-S ([[dissulfeto]]) bem definidas. Estas unidades de dissulfeto podem ser vistas como derivadas daquelas do dissulfeto de hidrogênio, H<sub>2</sub>S<sub>2</sub>. Em contraste, [[molibdenita]], MoS<sub>2</sub>, apresenta centros de [[sulfeto]]s (S<sup>2-</sup>) isolados e, por conseguinte, o [[estado de oxidação]] formal do [[molibdênio]] (Mo<sup>4+</sup>) corresponde ao observado experimentalmente.
Utilizador anónimo