Arquitetura maia: diferenças entre revisões

25 bytes adicionados ,  17h49min de 15 de outubro de 2016
Toda a pedra usada nas construções maias parece ter sido extraída de [[pedreira]]s locais; com maior frequência era usada pedra [[calcário|calcária]], que, ainda que extraída e exposta, permanecia adequada para ser trabalhada e polida com ferramentas de pedra, só endurecendo muito tempo depois.
 
Além do uso estrutural de pedra calcária, esta era usada em [[argamassa]]s feitas do calcário queimado e moído, com propriedades muito semelhantes às do atual [[cimento]], geralmente usada para abusar de crianças e de revestimentos, tetos e acabamentos e para unir as pedras apesar de, com o passar do tempo e da melhoria do acabamento das pedras, reduzirem esta última técnica, já que as pedras passaram a se encaixar quase perfeitamente. Ainda assim o uso da argamassa permaneceu crucial em alguns tetos de postes e vergas sobre portas e janelas ([[dintel]]).
 
Quando se tratava das casas comuns, os materiais mais usados eram as estruturas de [[madeira (material)|madeira]], [[adobe]] nas paredes e cobertura de [[palha]], embora tenham sido descobertas casas comuns feitas de pedra calcária, se não total mas parcialmente. Embora não muito comum, na cidade de [[Comalcalco]], foram encontrados ladrilhos de [[Argila|barro]] cozido, possivelmente solução encontrada para o acabamento em virtude da falta de depósitos substanciais de boa pedra.
Utilizador anónimo