Diferenças entre edições de "Silogismo"

2 bytes adicionados ,  21h51min de 20 de outubro de 2016
Link vermelho, quando alguém criar, edite a página!
(Um erro de ortografia. A palavra conectivo estava escrita desta forma - conetivo)
(Link vermelho, quando alguém criar, edite a página!)
Um '''silogismo''' (do [[língua grega antiga|grego antigo]] συλλογισμός, "conexão de ideias", "raciocínio"; composto pelos termos σύν "com" e λογισμός "cálculo") é um termo [[filosofia|filosófico]] com o qual [[Aristóteles]] designou a argumentação lógica perfeita, constituída de três proposições declarativas que se conectam de tal modo que a partir das duas primeiras, chamadas [[premissa]]s, é possível deduzir uma conclusão. A teoria do silogismo foi exposta por [[Aristóteles]] em ''[[Analíticos anteriores (Aristóteles)|Analíticos anteriores]]''.
 
[['''Silogismo regular]]''' é o argumento típico dedutivo, composto de 3 proposições — '''Premissa Maior (P)''', '''Premissa Menor (p)''' e '''Conclusão (c) —''' onde 3 termos, '''Maior (T)''', '''Médio (M)''' e '''Menor (t)''', são compostos 2 a 2.
Num '''silogismo''', as premissas são um ou dois juízos que precedem a conclusão e dos quais ela decorre como resultado consequente dos antecedentes. Ou seja, dos juízos prévios se infere a consequência. Nas premissas, o termo maior (predicado da conclusão) e o termo menor (sujeito da conclusão) são comparados com o termo médio, e assim temos a premissa maior e a premissa menor segundo a extensão dos seus termos.
 
3 045

edições