Diferenças entre edições de "Firewall"

1 byte adicionado ,  14h37min de 23 de outubro de 2016
m
Foram revertidas as edições de 105.168.3.211 para a última revisão de Vitor Mazuco, de 14h32min de 13 de setembro de 2016 (UTC)
Etiquetas: Edição via dispositivo móvel Edição feita através do sítio móvel
m (Foram revertidas as edições de 105.168.3.211 para a última revisão de Vitor Mazuco, de 14h32min de 13 de setembro de 2016 (UTC))
Os ''gateways'' de aplicações conectam as redes corporativas à Internet através de estações seguras (chamadas de ''bastion hosts'') rodando aplicativos especializados para tratar e filtrar os dados (os ''proxy firewalls''). Estes ''gateways'', ao receberem as requisições de acesso dos usuários e realizarem uma segunda conexão externa para receber estes dados, acabam por esconder a identidade dos usuários nestas requisições externas, oferecendo uma proteção adicional contra a ação dos ''crackers''.
 
==== Desvantagens ====
* Para cada novo serviço que aparece na Internet, o fabricante deve desenvolver o seu correspondente agente de ''Proxy.'' Isto pode demorar meses, tornando o cliente vulnerável enquanto o fabricante não libera o agente específico. A instalação, manutenção e atualização dos agentes do ''Proxy'' requerem serviços especializados e podem ser bastante complexos e caros;
* Os ''proxy's'' introduzem perda de desempenho na rede, já que as mensagens devem ser processadas pelo agente do ''Proxy''. Por exemplo, o serviço FTP manda um pedido ao agente do ''Proxy'' para FTP, que por sua vez interpreta a solicitação e fala com o servidor FTP externo para completar o pedido;