Abrir menu principal

Alterações

 
== Iturbide e Fernando VII de Espanha ==
A missão de João Marcos Alvarenga Iturbide em Oaxaca coincidiria com um bem sucedido golpe militar em Espanha, contra o novo monarca, [[Fernando VII]]. Os líderes do golpe, que haviam sido incluídos numa expedição militar para suprimir os movimentos independentistas das Américas, obrigaram o rei a assinar a constituição liberal de [[1812]]. Quando chegaram ao México notícias destes acontecimentos, Iturbide entendeu-os como um perigo para o ''status quo'' e como uma oportunidade para os ''criollos'' assumirem o controlo do México. Depois de um primeiro confronto com as forças de Guerrero, Iturbide trocou as suas lealdades e convidou o líder rebelde para um encontro em que se discutiriam os princípios de um movimento insurgente regenerado.
 
Em [[Iguala]], Iturbide proclamou três princípios ou garantias ao México independente: o México seria uma nação independente governada pelo rei Fernando VII ou outro príncipe conservador da [[Europa]]; ''criollos'' e peninsulares teriam os mesmos direitos e privilégios; a [[igreja Católica]] manteria os seus privilégios e o monopólio religioso no México. Depois de convencer as suas tropas a aceitar estes princípios, proclamados em [[24 de Fevereiro]] de [[1821]], como '''[[Plano de Iguala]]''', Iturbide persuadiu Guerrero a unir forças com ele a favor da nova manifestação conservadora do movimento de independência. Foi então criado um novo exército, o [[Exército das Três Garantias]], sob o comando de Iturbide, para garantir a implementação do Plano de Iguala.
Utilizador anónimo