Abrir menu principal

Alterações

16 bytes adicionados, 16h59min de 1 de novembro de 2016
sem resumo de edição
Em 2006, recebeu o Prêmio Tim na categoria de Melhor Cantor pelo Voto Popular.<ref name="albin" /> No mesmo ano, lançou seu primeiro DVD, ''Jorge Vercilo Ao Vivo''. O projeto, uma coletânea de seus grandes sucessos, conta também com as participações especiais dos parceiros Ana Carolina, Marcos Valle e Leila Pinheiro. Em 2007, Jorge Vercillo, mais uma vez, recebeu o [[Prêmio TIM]] na categoria de Melhor Cantor pelo Voto Popular. No mesmo ano, participou de ''Coisa de Jorge'', CD e DVD lançados pela EMI Music em show homenagem a [[São Jorge]], que reuniu os "Jorges", Vercillo, [[Jorge Benjor|Benjor]], [[Jorge Mautner|Mautner]] e [[Jorge Aragão|Aragão]], no dia 23 de abril, na [[Praia de Copacabana]].<ref name="albin" /> Dentre as músicas inéditas do projeto, a canção "Líder dos Templários" (composta por Jorge Vercillo, Jorge Benjor e Jorge Aragão), um canto de fé ao santo devoto, foi sucesso nas rádios. ''Todos Nós Somos Um'', foi lançado em novembro de 2007. O sétimo trabalho de inéditas de Jorge Vercillo teve boa repercussão da crítica especializada. O álbum, que marca uma renovação na proposta musical do artista, trouxe os já conhecidos desenhos melódicos de Vercillo, desta vez mais próximos do universo musical brasileiro, em ritmos como [[samba]], [[xote]], [[toada]] e [[bossa nova]]. O disco trouxe importantes parcerias do compositor com [[Fátima Guedes]], Marcos Valle, [[Paulo César Feital]], entre outros. Escolhida como o primeiro single do álbum, a canção "Ela Une todas as Coisas" (parceria com [[Jota Maranhão]]), foi sucesso nas rádios. A música fez parte da trilha sonora de [[Duas Caras (telenovela)|Duas Caras]], novela das 21h da TV Globo. Ainda do disco ''Todos Nós Somos Um'', a balada "Deve Ser" (Jorge Vercillo/Dudu Falcão) foi escalada para a trilha sonora do folhetim [[Viver a Vida (telenovela)|Viver a Vida]], de [[Manoel Carlos]].
 
O CD e DVD ''Trem da Minha Vida'' foi lançado em março de 2009 pela EMI Music. O projeto trouxe o registro ao vivo de duas noites no [[Canecão]], Rio de Janeiro (dias 31 de outubro e 1 de novembro de 2008), além de alguns dos sucessos da carreira do artista. No final de 2009, o cantor se desligou amigavelmente da EMI Music. Em janeiro de 2010 assinou contrato com a [[Sony Music/Day 1]], que lançou em abril do mesmo ano ''D.N.A'', o oitavo disco de inéditas de Vercillo. O álbum teve como primeiro single a canção "Me Transformo em Luar", que posteriormente ganhou uma versão em espanhol, criada pelo cantor e compositor argentino [[Pedro Aznar]], e a balada assinada em parceria com Dudu Falcão, "Deve Ser", integrou a trilha sonora da novela ''Viver a Vida'', de Manoel Carlos, da TV Globo. No álbum, também se destacaram musicas como "Arco-Íris", sucesso nas rádios de todo o Brasil e "Há de Ser", que trouxe a participação especial de [[Milton Nascimento]]. A turnê do álbum ''D.N.A.'' passou por todo Brasil e foi encerrada no dia 2 de julho de 2011 no palco do [[Vivo Rio]], no Rio de Janeiro. Na ocasião, Jorge já produzia junto com [[Andre Neiva]](contrabaixista e produtor musical) o seu nono álbum de inéditas ''[[Como Diria Blavatsky]]''.
 
Com o novo álbum, que chegou às lojas em outubro de 2011, Vercillo iniciou uma nova fase na carreira, ao lançar o disco pelo seu próprio selo, Leve,<ref name="otempo">{{citar web|URL=http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/ap%C3%B3s-turn%C3%AA-europeia-jorge-vercillo-se-apresenta-no-pal%C3%A1cio-das-artes-1.124086|título=Após turnê europeia, Jorge Vercillo se apresenta no Palácio das Artes |autor=|data=13 de agosto de 2012|publicado=O Tempo|acessodata=6 de maio de 2015}}</ref> com distribuição da [[Posto 9 Música/MicroService]]. "Sensível Demais" foi uma canção de amor inédita na voz do cantor. De autoria de Vercillo, "Sensível Demais" foi lançada pela dupla [[Chrystian & Ralf]] em 1998 e regravada por [[Maria Bethânia]] em 2005. "Memória do Prazer", primeira música composta em parceria com a sua mulher Gabriela Vercillo, integra a trilha sonora da novela [[Fina Estampa]], da TV Globo. A canção, que tem a participação especial de [[Ninah Jo]] e faz parte do repertório do CD ''D.N.A.'', entrou como bônus no novo álbum. Vercillo foi escolhido para cantar na abertura do [[Brazil Festival]], que aconteceu em [[Amsterdam]] durante os meses de outubro e novembro de 2011. Apresentou-se no dia 3 de outubro de 2011, dando início ao megaevento que celebrou a cultura brasileira na cidade holandesa. Jorge Vercillo estreou sua turnê ''Como Diria Blavatsky'', no Rio de Janeiro, no dia 29 de outubro de 2011, no [[HSBC Arena]] e seguiu em turnê por todo o pais.
Na sua primeira turnê européia, que ocorreu em 2012, apresentou-se em casas de jazz de quatro países.<ref name="otempo" />
 
Em 2013, Vercillo foi nominado ao [[Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira]] com ''[[Luar de Sol]]''.<ref>{{citar web|URL=http://rollingstone.uol.com.br/noticia/roberto-carlos-e-caetano-veloso-ganham-premios-no-grammy-latino/|título=Roberto Carlos e Caetano Veloso ganham prêmios no Grammy Latino |autor=|data=22 de novembro de 2013|publicado=[[Rolling Stone]]|acessodata=6 de maio de 2015}}</ref> Gravaou o DVD e CD Luar de Sol em Fortaleza no teatro José de Alencar e teve esse a direção de Darci Burger e produção musical de Jorge Vercillo e [[Andre Neiva]].
 
Em 2014 lançou o projeto EXTRA FÍSICO pelo seu selo LEVE produções onde de 3 em 3 mêses lançava uma música nova para as plataformas digitais, projeto esse que foi concluido no final de 2014 com o CD VIDA É ARTE com produção musical de Jorge Vercillo e [[Andre Neiva]] também com o selo LEVE produções. Paralelamente ao VIDA é ARTE, Vercillo em 2014 extreou a turne "JORGE VERCILLO 20 ANOS" tendo no repertório 24 músicas de sucesso de sua carreira. Um show considerado pela crítica o melhor show de sua carreira até o momento. O show contou com projeções que flertavam com as músicas. "JORGE VERCILLO 20 ANOS" teve a produção musical e direção artística de [[Andre Neiva]].
 
== Programa Compositores Unidos ==
Utilizador anónimo