Centro Histórico de São Luís: diferenças entre revisões

1 681 bytes adicionados ,  13h32min de 3 de novembro de 2016
sem resumo de edição
m (Desfeita(s) uma ou mais edições de Chairhandlers (Desfeito erros causados por mim, perdão.), com Reversão e avisos)
<gallery>
[[File:Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil 4.jpg|thumb|Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil]]
</gallery>'''''The Walking Dead''''' ('''''The Walking Dead''''' no [[Brasil]] e '''''The Walking Dead: Os Mortos-Vivos''''' em [[Portugal]]) é uma [[série de televisão]][[Drama|dramática]] e [[Cenário apocalíptico|pós-apocalíptica]] [[Estados Unidos|norte-americana]], desenvolvida por [[Robert Kirkman|Frank Darabont]] e baseada na banda desenhada com o [[The Walking Dead|mesmo nome]] de [[Robert Kirkman]], Tony Moore e Charlie Adlard.<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-1|[1]]]</sup> A série é protagonizada por [[Andrew Lincoln]], que interpreta [[Rick Grimes]], um vice-xerife que acorda de um coma e percebe que o mundo que ele conhecia já não existe.<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-Rick Grimes-2|[2]]]</sup> Ele sai em busca de sua família e encontra muitos outros sobreviventes, ao longo do caminho. O título da série refere se aos sobreviventes, e não aos zumbis. A série é transmitida em Portugal e no Brasil pelo canal [[FOX Portugal|FOX]].
</gallery>'''Centro Histórico de São Luís''' compreende uma área de 220 [[hectare]]s de extensão em [[São Luís (Maranhão)|São Luís]], capital do [[Maranhão]]. Cerca de 3000 imóveis estão tombados pelo patrimônio histórico estadual, e 1400 pelo [[IPHAN]]. Parte desse sítio foi declarado Patrimônio Mundial em [[1997]], por seu conjunto arquitetônico colonial português adaptado ao clima do local.
 
The Walking Dead estreou no dia 30 outubro de 2010, no canal de televisão a cabo [[AMC (canal de televisão)|AMC]], nos [[Estados Unidos]].<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead-3|[3]]]</sup> A série estreou internacionalmente durante a primeira semana de novembro de 2010, exibida na [[Fox International Channels]].<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-4|[4]]]</sup> Com base na sua recepção, a AMC renovou a série para uma [[The Walking Dead (2.ª temporada)|segunda temporada]] de 13 episódios, que estreou em 16 de outubro de 2011.<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 3-5|[5]]][[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-6|[6]]]</sup> Com o fim da segunda temporada, novamente a AMC anunciou que a série ganharia uma [[The Walking Dead (3.ª temporada)|terceira temporada]] composta por 16 episódios, que começou a ser exibida em 14 de outubro de 2012.<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 4-7|[7]]]</sup>Posteriormente, em 21 de dezembro de 2012, a AMC anunciou a [[The Walking Dead (4.ª temporada)|quarta temporada]] de The Walking Dead.
A principal característica arquitetônica do centro histórico é mesmo a preocupação com o clima, quente e úmido. Entre as soluções, estava o uso de [[azulejo]]s na impermeabilização das fachadas de [[taipa]]. As plantas são em "L" ou em "U", com grandes [[telhado]]s e [[veneziana]]s.
 
A série tem sido bem recebida<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 5-8|[8]]][[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 6-9|[9]]]</sup> e recebeu muitas indicações a prémios, incluindo para o [[Writers Guild of America Award]]<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 7-10|[10]]]</sup> e o [[Golden Globe Awards|Prêmios Globo de Ouro]] na categoria [[Globo de Ouro de melhor série dramática|melhor série dramática]].<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 8-11|[11]]]</sup> A série também tem atingido fortes avaliações, de acordo com [[Nielsen Ratings]], superando vários registros de séries de canal a cabo, incluindo o registo de 12,42 milhões de espectadores no último episódio da sua terceira temporada.<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-The Walking Dead 9-12|[12]]]</sup> A estreia da [[The Walking Dead (5.ª temporada)|quinta temporada]] também bateu recordes, incluindo o de episódio de drama mais assistido da história da TV a cabo, com 17.29 milhões de telespectadores.
Os prédios arquitetônicos constituem-se de [[sobrado]]s, casas térreas e solares. Os sobrados possuem até quatro pavimentos, sendo o térreo loja comercial e os outros pisos residências. Os solares, sobrados suntuosos, possuem muitos detalhes refinados, e as casas térreas, por fim, passíveis de várias classificações (por exemplo, morada inteira: porta com duas janelas de cada lado; meia morada: porta lateral e duas janelas).
 
Logo após o lançamento dos 3 primeiros episódios da [[The Walking Dead (6.ª temporada)|sexta temporada]], a [[AMC (canal de televisão)|AMC]] confirmou a renovação da série para uma sétima temporada, que estreou em 23 de outubro de 2016.
Entre as edificações históricas a serem destacadas, encontram-se o [[Palácio dos Leões]] (sede do governo do estado), o [[Palácio de La Ravardière]] (sede da prefeitura), a [[Catedral de São Luís]], o [[Palácio Episcopal de São Luís|Palácio Episcopal]], o Convento do Carmo, o Convento das Mercês, a Casa das Tulhas, as igrejas do Rosário e do Desterro, a Casa das Minas, das Fontes e das Pedras, o [[Teatro Artur Azevedo]] e muitos outros.<gallery>
 
[[File:Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil 4.jpg|thumb|Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil]]
Em 16 de outubro de 2016, antes mesmo da estreia da [[The Walking Dead (7.ª temporada)|sétima temporada]], a emissora [[AMC (canal de televisão)|AMC]] renovou a série para uma oitava temporada.<sup>[[The Walking Dead (série de televisão)#cite note-Season8Renewed-13|[13]]]</sup>.{{Referências}}
</gallery><gallery>
[[File:Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil.jpg|thumb|Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil]]
[[File:Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil 2.jpg|thumb|Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil]]
[[File:Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil 3.jpg|thumb|Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil]]
[[File:Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil 4.jpg|thumb|Centro Histórico de São Luís, Maranhão, Brasil]]
</gallery>{{Referências}}
*[[UNESCO]] - ''Patrimônio mundial no Brasil''. Brasília: UNESCO, Caixa Econômica Federal, 2002, 2ª edição. ISBN 85-87853-77-5
 
Utilizador anónimo