Moradoras desta casa: diferenças entre revisões

1 243 bytes adicionados ,  8 de novembro de 2016
sem resumo de edição
== História ==
 
Esta cantiga tradicional de [[Cardigos]] surge publicada pela primeira vez em [[1921]] pela mão de [[Francisco Serrano (escritor)|Francisco Serrano]] na sua obra ''Romances e Canções Populares da Minha Terra'', com o nome "Os Reis Magos" e o ''incipit'' "Partiram os três Reis Magos". Trata-se do resultado de uma recolha de canções tradicionais do concelho de [[Mação]], no [[distrito de Santarém]].<ref name="serrano"/> A letra é bastante extensa e principia com um típico [[Romance dos três Reis Magos#São chegados os três Reis|romance tradicional relatando a adoração dos Reis]].<ref name="serrano"/>
 
ProvavelmenteA foipublicação estade aSerrano publicaçãofoi utilizada como fonte pelo [[compositor português]] [[Fernando Lopes-Graça]]. queEste, harmonizou a melodia e adaptoutruncou a letra, resultando deste trabalho uma nova versão com o nome de "Moradoras desta casa" que o mesmofoi incluiuincluída na sua ''[[Primeira Cantata do Natal]]'' organizada entre os anos de [[1945]] e [[1950]].<ref name="1CN">{{citar web |url=http://www.mic.pt/dispatcher?where=2&what=2&show=1&obra_id=4940&lang=PT |título=Primeira Cantata do Natal |acessodata=7 de agosto de 2015 |autor=Paula de Castro |coautores=Miguel Azguime, et al. |publicado=Centro de Investigação & Informação da Música Portuguesa |língua=Português}}</ref>.
 
== Letra ==
[[File:Cardigos03.JPG|thumb|300px|Cardigos, Mação]]
 
A letra, tal como foi publicada por [[Francisco Serrano (escritor)|Francisco Serrano]], é bastantedivisível extensaem e3 principiaconjuntos. comAs umquadras iniciais são parte do tradicional "[[Romance dos três Reis Magos#São]]", chegadosde osseguida trêsduas Reis|romanceoutras tradicionalindicam relatandoas a"intenções", adoraçãoou dosseja Reisqual o objetivo das esmolas, neste caso o peditório é realizado em nome das [[almas do purgatório]]. As astrês últimas estrofesquadras, sãoas únicas interpretadasutilizadas na versão adaptada porde [[Fernando Lopes-Graça]]., Nestassão [[quadra]]so ospeditório. Os cantadores populares pedem esmolas às habitantes (casadas ou solteiras) da casa visitada.
 
<center>
<blockquote>
{| class="wikitable" style="width:750px"
<poem>
|-
Moradoras desta casa
! Romance
Aquelas que são casadas,
! Intenção
Ouvi os nossos descantes,
! Peditório
Vinde dar-nos janeiradas.
|-
 
| <poem>Partiram os três Reis Magos<br />Das bandas do Oriente,<br />Pra visitar o Menino,<br />Jesus Cristo Omnipotente.</poem>
Moradoras desta casa
| <poem>Espírito Santo Divino<br />E a corte celestial,<br />Vamos pedir para as almas<br />Que elas nos hão de ajudar.</poem>
Aquelas que são solteiras,
| <poem>Moradoras desta casa<br />Aquelas que são casadas,<br />Ouvi os nossos descantes,<br />Vinde dar-nos janeiradas.</poem>
Ouvi os nossos descantes,
|-
Vinde dar-nos as janeiras.
| <poem>Foram a casa de Herodes<br />Perguntar qual o caminho<br />Que melhor os conduzisse<br />Até junto do Menino.</poem>
 
| <poem>A Virgem da Piedade<br />Ouviu chorar e gemer<br />As almas do Purgatório<br />Que em penas estavam a arder.</poem>
[Não vos pedimos fazendas
| <poem>Moradoras desta casa<br />Aquelas que são solteiras,<br />Ouvi os nossos descantes,<br />Vinde dar-nos as janeiras.</poem>
Nem tampouco as riquezas,
|-
Pedimos só as migalhas
| <poem>Herodes por ser malvado<br />Por promessas do malino<br />Mandou ensinar aos Reis<br />Às avessas o caminho.</poem>
Que sobram das vossas mesas.]<ref name="serrano"/>
|
</poem>
| <poem>Não vos pedimos fazendas<br />Nem tampouco as riquezas,<br />Pedimos só as migalhas<br />Que sobram das vossas mesas.<ref name="serrano"/></poem>
</blockquote>
|}
</center>
 
== Discografia ==
 
== {{Ver também}} ==
{{Portal3|Música|Natal}}
* [[Janeiras|Cantigas de janeiras]]
* [[Janeiras]]
* [[Janeiras|CantigasLista de cantigas de janeiras]]
* [[Cardigos]]
* [[Conto do Natal (Jesus, Maria, José)|Natal de Cardigos]]
 
{{referências|col=2}}
 
{{Portal3|Música|Natal}}
 
[[Categoria:Cantigas de janeiras]]
1 861

edições