Diferenças entre edições de "Juquitiba"

825 bytes adicionados ,  02h04min de 12 de novembro de 2016
Corrigi informação sobre etimologia, baseando-me em referência confiável.
(Corrigi informação sobre etimologia, baseando-me em referência confiável.)
<!-- Cabeçalho -->
|nome = Juquitiba
|foto =Cachoeira Dalva - foto 2 - panoramio.jpg
|leg_foto =VistaCachoeira de JuquitibaDalva
|apelido = Terra de Muitas Águas"<br />"Paraíso Ecológico
<!-- Dados gerais -->
|data_pib_per_capita = [[IBGE]]/[[2008]]<ref name="IBGE_PIB"/>
}}
'''Juquitiba''' é um [[Municípios do Brasil|município]] brasileiro localizado na [[Zona Sudoeste da Grande São Paulo]], no [[Unidades federativas do Brasil|estado]] de [[São Paulo]], no [[Brasil]].<ref>{{Citar web|url=http://www.al.sp.gov.br/repositorio/legislacao/lei.complementar/2011/lei.complementar-1139-16.06.2011.html|titulo=Lei Complementar nº 1.139, de 16 de junho de 2011|acessodata=2016-10-08|obra=www.al.sp.gov.br}}</ref>. Possui a maior área de [[Mata Atlântica]] preservada da [[Região Metropolitana de São Paulo]] e é rico em recursos hídricos. Sua população é de 28. 737 habitantes, distribuída em um área de 521,598 km²quilômetros quadrados. O município apresenta grande potencial para o [[ecoturismo]] e [[turismo de aventura]].
 
== Topônimo ==
O [[topônimo]] "Juquitiba" é proveniente do [[Língua tupi|tupi antigo]] ''îukytyba'', que significa "ajuntamento de [[Cloreto de sódio|sal]], [[salina]]" (''îukyra'', sal + ''tyba'', ajuntamento).<ref>NAVARRO, E. A. ''Dicionário de Tupi Antigo: a Língua Indígena Clássica do Brasil''. São Paulo. Global. 2013. p. 583.</ref>
"Y-ku-tiba" é um termo de origem [[Língua tupi|tupi]], que significa "terra de muitas águas". Acredita-se que a cidade tenha recebido esse nome devido à grande quantidade de nascentes que existem na região, além de ser uma região chuvosa, por sua localização serrana.
 
== História ==
AnteriormenteNo conhecida[[século comoXVI]], Capelaexistia Novaum daaldeamento Bela[[Povos Vistaindígenas do Juquiá,Brasil|indígena]] foina fundadaregião. porA Manoelpartir Jesuínode Godinho1855, ea suaregião esposa,passou aoa doarser doisconhecida alqueirescomo para"bairro ade construçãoSão Lourenço". Por volta de 1887, Manoel Jesuíno Godinho e sua esposa construíram uma [[capela]] emdedicada homenagem àa [[Nossa Senhora das Dores (padroeira]], e protetoradoaram dois [[alqueire]]s de Juquitiba).terra Nestaao árearedor doadada àcapela Igreja,para foiquem incentivadaquisesse construir, atravésaí, desua residência. A doaçãopartir de madeirasentão, daa região, passou a construçãoser deconhecida casascomo que"Capela formaramNova oda primeiroBela agrupamentoVista populacionaldo (1920)Juquiá". Em 1903, o engenheiro Henrique Boccolini projetou uma ferrovia que deveria ligar São Paulo àa Santo AntonioAntônio do Juquiá (atual [[Juquiá]]), passando seu traçado por esta localidade, na época conhecida por Capela Nova, fundando a Empresa de Colonização Sul-Paulista, sediando, aqui, os trabalhos técnicos da referida empresa.<ref>[http://www.cartoriodejuquitiba.com.br/hist.html Cartorio de Juquitiba]</ref>. NaO décadaprojeto deda 1950ferrovia, foiporém, realizadonão umprosperou, traçadopor nestafalta regiãode que[[Capital seria(economia)|capital]]. utilizadoEm para1907, a construçãoregião depassou umaa ferroviaconstituir queo ligaria[[distrito Sãode Paulopaz]] ade Curitiba, pelo engenheiroJuquitiba. Álvaro Boccolini.
 
Esse engenheiro, maravilhado com o potencial hídrico da região e por sua beleza, conseguiu o registro de uma área, próxima ao centro populacional existente, do governo estadual e construiu ali uma residência (que existe até os dias de hoje)<ref>[http://www.panoramio.com/photo/10401761 Juquitiba:Casarão da Família Boccolini]</ref>. Com os rumos tomados pelo governo brasileiro de [[Juscelino Kubitschek]], tomando o rumo automobilístico ao invés do ferroviário, o traçado originário da ferrovia foi utilizado para a construção de uma rodovia, primeiramente denominada BR-2, logo em seguida (1970) denominada [[BR-116]], com o nome nessa região e até o Paraná de [[Rodovia Federal Régis Bittencourt]]. Entrementes, Juquitiba havia se tornado município em 1964, quando se emancipou de [[Itapecerica da Serra]]. Atualmente, Juquitiba é um intenso polo turístico ecológico e de aventura do estado de São Paulo.
 
Na década de 1950, foi realizado um traçado nesta região que seria utilizado para a construção de uma ferrovia que ligaria São Paulo a Curitiba, pelo engenheiro Álvaro Boccolini. Esse engenheiro, maravilhado com o potencial hídrico da região e por sua beleza, conseguiu o registro de uma área, próxima ao centro populacional existente, do governo estadual e construiu, ali, uma residência (que existe até os dias de hoje)<ref>[http://www.panoramio.com/photo/10401761 Juquitiba:Casarão da Família Boccolini]</ref>. Com os rumos tomados pelo governo brasileiro de [[Juscelino Kubitschek]], tomando o rumo automobilístico ao invés do ferroviário, o traçado originário da ferrovia foi utilizado para a construção de uma rodovia, primeiramente denominada BR-2, logo em seguida (1970) denominada [[BR-116]], com o nome nessa região e até o [[Paraná]] de [[Rodovia Federal Régis Bittencourt]]. Entrementes, Juquitiba havia se tornado município em 1964, quando se emancipou de [[Itapecerica da Serra]]. Atualmente, Juquitiba é um intenso polo turístico ecológico e de aventura do estado de São Paulo.<ref>''Prefeitura municipal de Juquitiba''. Disponível em http://www.juquitiba.sp.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=69&Itemid=899. Acesso em 12 de novembro de 2016.</ref>
== Geografia ==
Seus limites são: [[Ibiúna]] a oeste e norte, São Lourenço da Serra e [[Embu-Guaçu]] a nordeste, [[São Paulo (cidade)|São Paulo]] a leste, [[Itanhaém]] a sudeste, [[Pedro de Toledo]] e [[Miracatu]] a sul.
 
=== Hidrografia ===
Juquitiba é uma região rica em [[Nascente (hidrografia)|nascentes]] e cursos d'água, o que faz o município ter todo seu território protegido pela Lei de Proteção dos [[Mananciais]]. Entre os principais cursos d'água que cortam o município, estão:
* Rio São Lourenço
* [[Rio Juquiá]]
* Ribeirão dos Cuiabas
* [[Represa Cachoeira do França]]
O [[Sistema São Lourenço]], previsto para ser inaugurado em 2018 pela [[Sabesp]] (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), deve captar água da Represa Cachoeira do França, formada pelo Rio Juquiá, para abastecimento da [[Região Metropolitana de São Paulo]].
 
=== Rodovias ===
 
=== Clima ===
O clima da região é considerado [[Clima subtropical|subtropical]]. A temperatura média anual gira em torno dos dezoito graus centígrados. O clima tem as quatro estações definidas, e chuvas o ano todo, principalmente no verão.
 
=== Vegetação ===
 
== Turismo ==
Juquitiba oferece diversos atrativos relacionados ao ecoturismo e esportes de aventura, como o [[rafting]] no [[Rio Juquiá]], [[arvorismo]], [[tirolesa]], ''[[trekking]]'', boia cross, [[canoagem]], entre outros. A [[Represa Cachoeira do França]], uma das mais importantes da Região Metropolitana de São Paulo, também atrai visitantes em busca de lazer e pesca esportiva.
 
== Educação ==
A cidade possui 7 212 alunos no ensino regular, dos quais:
* 5 526 alunos no [[ensino fundamental]]
* 1 686 alunos no [[ensino médio]]
A Escola Estadual Oredo Rodrigues da Cruz (antigamente, Escola Estadual de Primeiro e Segundo Grau de Juquitiba), é a escola mais conhecida da cidade e onde estuda a maioria dos alunos.
 
== Administração ==
* [[Prefeitura (Brasil)|Prefeito]]: Francisco Dede AraujoAraújo Melo (Francisco JuniorJúnior) ([[PSDB]])- 2013/2016
* [[Vice-prefeito]]: Roberto Lamartino
* [[Presidente da Câmara de Vereadores|Presidente da Câmara]]: Leonardo Henrique Lopes Tavares ([[Democratas (Brasil)|DEM]])
{{Commons|Category:Juquitiba}}
 
== Ver também ==