Abrir menu principal

Alterações

3 bytes adicionados ,  00h35min de 14 de novembro de 2016
No Brasil, o programa de TV [[Fantástico]], exibido pela Rede Globo de Televisão, no dia 8 de Setembro de 2013, baseado em documentos fornecidos por Snowden a Greenwald, revelou que a NSA vem espionando a [[Petrobrás]] com fins de beneficiar os americanos nas transações com o Brasil.<ref>{{Citar web|url=http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/09/petrobras-foi-espionada-pelos-eua-apontam-documentos-da-nsa.html|título=Petrobras foi espionada pelos EUA, apontam documentos da NSA Confirmação da espionagem está em documentos ultrassecretos, vazados por Edward Snowden, ao qual o Fantástico teve acesso exclusivo|publicado=G1|acessodata=14 de março de 2014|data=08 de Setembro de 2013}}</ref>
 
Ainda em [[2013]], em reportagem com a jornalista [[Sônia Bridi]] Grenwald revelou que além de grandes empresas como a Petrobrás, a ex-presidente do Brasil, [[Dilma Rousseff]], foi espionada pelo governo americano,<ref>{{Citar web|url=http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/09/documentos-da-nsa-apontam-dilma-rousseff-como-alvo-de-espionagem.html|título=Documentos da NSA apontam Dilma Rousseff como alvo de espionagem|publicado=G1|acessodata=14 de março de 2014|data=01 de setembro de 2013}}</ref>
 
A partir de então, as revelações têm se tornado mais alarmantes a cada dia e têm provocado reação em todos os países do mundo e na comunidade de especialistas em proteção da Internet.<ref>{{Citar web|url=http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2013/09/revelacoes-mostram-que-nsa-pode-quebrar-barreiras-de-protecao-da-internet.html|título=Revelações mostram que NSA pode quebrar barreiras de proteção da internet|publicado=G1|acessodata=14 de março de 2014|data=05 de setembro de 2013}}</ref><ref>{{Citar web|url=http://g1.globo.com/mundo/noticia/2013/08/nsa-violava-privacidade-milhares-de-vezes-por-ano-diz-jornal-1.html|título=NSA violava privacidade milhares de vezes por ano|publicado=G1|acessodata=14 de março de 2014|data=16 de agosto de 2013}}</ref>
Utilizador anónimo