Diferenças entre edições de "Barragem da Aguieira"

843 bytes adicionados ,  19h51min de 26 de novembro de 2016
sem resumo de edição
{{coor title dms|40|20|25|N|8|11|48|W|type:waterbody_region:PT_scale:30000}}
[[Ficheiro:Barragem da Aguieira.jpg|miniaturadaimagem|219x219px|Barragem da Agueira]]
{{Info/Barragem
|nome = Barragem da Aguieira
|imagem = [[Imagem:Barragem da Aguieira.jpg|right|300px]]
|concelho = [[Penacova]], [[Distrito de Coimbra|Coimbra]] /
|distrito = [[Mortágua]], [[Distrito de Viseu|Viseu]]
|bacia = Mondego
|cursoDeAgua = Rio Mondego
|utilização = [[Energia eléctrica|Energia]], Defesa contra cheias, [[Ciclo urbano da água|Abastecimento]], [[Irrigação|Rega]], Atividades de lazer e turismo
|anoInauguração = 1981
|tipo = [[Barragem de betão|Betão]]
|subtipo = [[Barragem em arco|Arcos múltiplos]]
|altura = 89
|cotaCoroamento = 125
|fundação = [[Xisto]]s e [[Grauvaque]]s
|capacidadeTotal = 423 000 000
|capacidadeUtil = 304 000 000
|npa = 117
}}
{{commonscat|Barragem da Aguieira|Barragem da Aguieira}}
 
A '''Barragem da Aguieira''' também conhecida por '''Barragem da Foz do Dão''' situa-se no leito do [[Rio Mondego]], a cerca de 2 quilómetros a jusante da foz do [[Rio Dão]], situando-se nos limites do [[concelho]] de [[Penacova]], no [[Distrito de Coimbra]], e do [[concelho]] de [[Mortágua]], no [[Distrito de Viseu]], nas freguesias de [[Travanca do Mondego]] e [[Almaça]] respetivamente. Concluída no ano de [[1979]], entrou em funcionamento no ano de [[1981]].
 
 
== As aldeias submersas ==
A construção da Barragem da Aguieira, obrigou à submersão de diversas aldeias, destacando-se [[Breda (Mortágua)|Breda]], no concelho de [[Mortágua]], e [[Senhora da Ribeira (Santa Comba Dão|Senhora da Ribeira]] e [[Foz do Dão]], no concelho de [[Santa Comba Dão]].
 
Devido à extrema proximidade do paredão da [[barragem]] em relação a esta última aldeia, há quem defenda que a [[barragem]] deveria ser denominada de '''Barragem da Foz do Dão''', numa homenagem ao que foi submerso pela albufeira.
Utilizador anónimo