Diferenças entre edições de "Adenoma pleomórfico"

474 bytes adicionados ,  12h25min de 28 de novembro de 2016
Uma complicação potencial é a transformação maligna, resultando em um [[carcinoma ex-adenoma pleomórfico]]. O risco de transformação maligna é pequeno, mas pode ocorrer em aproximadamente 5% de todos os casos.
 
== RiscoTumores demalignos malignizaçãomistos ==
Os tumores malignos mistos representam a contraparte maligna do tumor benigno misto ou adenoma pleomórfico.
O '''[[carcinoma ex-adenoma pleomorfo]]''' ('''''CAP''''') corresponde à transformação maligna do adenoma pleomorfo, estando presente na mesma neoplasia dois componentes: o ''benigno ou adenomatoso'' e o ''maligno ou carcinomatoso''. Com a transformação maligna, verificam-se algumas características que incluem a destruição dos tecidos normais, invasividade, pleomorfismo celular e [[mitose]]s atípicas<ref>Gnepp DR. Malignant mixed tumors of the salivary glands: a review. Pathol Annu. 1993; 28(1):279-328.</ref>.
Estas neoplasias incomuns constituem 2% a 6% de todos os tumores de glândula salivar e podem ser divididos em três
categorias:
* [[Carcinoma ex-adenoma pleomórfico]] (carcinoma extumor misto)
* [[Carcinossarcoma]]
* [[Tumor misto metastatizante]]
 
O mais comum destes tumores é o [[carcinoma ex-adenoma pleomórfico]], que é caracterizado pela transformação maligna do componente [[epitélio|epitelial]] de um adenoma pleomórfico benigno prévio. O [[carcinossarcoma]] é um tumor “misto” raro com a presença de ambos os componentes, carcinomatoso e sarcomatoso. O tumor metastatizante
misto apresenta características histopatológicas idênticas às do adenoma pleomórfico comum (tumor misto). Apesar de sua aparência benigna, a lesão metastatiza. O tumor metastático também apresenta uma aparência microscópica benigna, geralmente semelhante à da lesão primária.
 
=={{Ver também}}==
5 959

edições