Abrir menu principal

Alterações

24 bytes removidos ,  15h27min de 6 de dezembro de 2016
sem resumo de edição
[[File:Mar'ja Aleksandrovna Ul'janova.jpg|thumb|200px|right|Maria Alexandrovna Ulyanova.]]
 
'''Maria Alexandrovna Ulianova''' ((nascida '''Maria Alexandrovna Blank'''; em russo: Мария Александровна Ульянова; 6 de março de 1835, em São Peterburgo, Rússia —  12 julho de 1916, em São Peterburgo, então, "Petrogrado" ou "a cidade de Pedro", Rússia) foi a mãe de [[Vladimir Lenine]]. <ref name="CRead">{{citecitar booklivro |ultimo=Read |primeiro=Christopher |titulo=Lenin: A Revolutionary Life |ano=2005 |url= |local=Abingdon, RU |editora=Routledge |pagina= |isbn=0-415-20648-0 }}</ref>
| last = Read
| first = Christopher
| title = Lenin: A Revolutionary Life
| publisher = [[Routledge]]
| year = 2005
| isbn = 0-415-20648-0}}
</ref>
 
Ulyanova foi um dos seis filhos nascidos em [[São Petersburgo]]. Seu pai Alexandr Blank (nascido Israel Blank) foi um próspero médico judeu que foi obrigado a se converter ao [[cristianismo ortodoxo]] para ingressar no serviço público. Sua mãe, Anna Ivanovna Groschopf, era filha de pai alemão, Johann Groschopf, e mãe sueca, Anna Östedt. <ref name="CRead"/>
 
Em [[1838]], a mãe de Ulyanova morreu e seu pai se voltou para sua cunhada, Ekaterina von Essen, para ajudar a criar os filhos. Juntos, eles compraram uma propriedade rural perto de [[Kazan]] e levaram a família para lá. <ref name="CRead"/>
 
Ulyanova foi educada em casa, estudando literatura alemã, francesa e inglesa, bem como literatura russa e ocidental. Em [[1863]], pegou um diploma exterior e se tornou professora de escola primária. No entanto, passaria a dedicar a maior parte de sua vida para criar os filhos.
 
Depois de se casar com [[Ilia Ulyanov]], um professor em ascensão de matemática e de física, o casal viveu em prosperidade razoável em [[Penza]]. Mais tarde, se mudaram para [[Nizhny Novgorod]] e, em seguida, [[Simbirsk]], onde Ulyanov assumiu uma posição de prestígio como inspetor de escolas primárias. <ref name="CRead"/>
 
Ulyanova apresentou coragem e firmeza diante das tragédias e infortúnios que assombraram a sua família durante sua vida, ou seja, a morte de seu marido em [[1886]], a execução de seu filho, [[Aleksandr Ulyanov|Aleksandr]], em [[1887]], a morte de sua filha, [[Olga Ulyanova|Olga]], em [[1891]], e as várias prisões e exílios do resto de seus filhos - Vladimir, [[Anna Ulyanova|Anna]], [[Dmitri Ilyich Ulyanov|Dmitry]] e [[Maria Ulyanova|Maria]].
 
Ela foi para o exterior duas vezes para encontrar-se com Vladimir Lenin (para a [[França]], no verão de [[1902]] e [[Estocolmo]], no outono de [[1910]]).
 
{{referências}}
 
=={{ Ver também}} ==
*[[Ilia Ulyanov]], seu marido
 
122 633

edições